Seis alimentos importantes para a hidratação da pele por dentro e por fora

nov 14 • Alimentação Saudável, SaúdeNenhum comentário em Seis alimentos importantes para a hidratação da pele por dentro e por fora

Que uma rotina diária de cuidados com a pele é fundamental para manter a hidratação e, consequentemente, a beleza e a saúde da pele todo mundo já sabe. Porém, o que poucos sabem é que a alimentação tem grande influência sobre a saúde e a hidratação de nossa pele. “O cuidado tópico com a pele é essencial, claro. Mas os cuidados com a pele também devem vir de dentro e uma alimentação equilibrada está entre os principais itens que ajudam a deixar a pele bonita, jovem e hidratada, pois é a alimentação adequada que fornecerá os nutrientes para manter as células e tecidos saudáveis”, explica a dermatologista Dra. Valéria Marcondes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da American Academy of Dermatology (AAD). Para ajudar, a especialista apontou seis alimentos que promovem a hidratação do tecido cutâneo. Confira:

– A soja é essencial para manter a pele hidratada, pois combate o ressecamento e controla a oleosidade, sendo assim ideal para todos os tipos de pele. Além disso, a soja é uma ótima fonte de Isoflavona, substância conhecida por manter a firmeza e melhorar a elasticidade da pele. A isoflavona da soja também possui efeito hormonal natural. Dessa forma, o alimento estimula a produção de estrógenos, hormônio importante para a pele da mulher na pré-menopausa e na menopausa. Mas para receber todos os benefícios do alimento o ideal é consumir, no mínimo, uma colher de sopa de soja todos os dias.

– Os peixes são ricos em ómega 3 que, além de ser uma substância anti-inflamatória que ajuda a regular a oleosidade e a prevenir o aparecimento de acne e vermelhidão na pele, fortalece as células do tecido, ajudando assim a protegê-las dos danos causados pelo sol. Alguns peixes ainda contêm também selênio, nutriente que preserva a elastina da pele. O recomendado é que se consuma 100g de peixes como salmão, sardinha, anchova e truta, de duas a três vezes por semana. Mas o peixe frito não conta, pois alimentos gordurosos e ricos em óleo estimulam a oleosidade da pele. O ideal então é consumir o alimento cozido, assado, grelhado ou até mesmo cru.

– As nozes e sementes contém ácidos graxos, vitaminas A, B e E, minerais e diversos antioxidantes que hidratam a pele, melhoram a sua elasticidade e auxiliam na regeneração das células, protegendo-as. Alimentos como nozes, amêndoas, avelãs, pistache, sementes de linhaça, de girassol e de abóbora são ótimos para comer como um lanchinho ao longo do dia no lugar de doces e balas.

– O abacate é uma ótima fonte de vitamina C, E e gorduras monoinsaturadas, colaborando assim para manter a umidade da pele, além de ajudar na síntese de colágeno, proteína que dá sustentação a pele. Por ser rica em antioxidantes, a fruta também previne o envelhecimento das células da pele, conferindo maior elasticidade e firmeza ao tecido.

– Rico em zinco, vitaminas A e C, Luteína e betacaroteno, o brócolis age prevenindo o ressecamento da pele e o envelhecimento precoce. Segundo a especialista, o vegetal conta também com sulforafano, uma substância com propriedades capazes de melhorar a resistência natural da pele contra os raios ultravioletas. O brócolis consegue estimular as células protetoras do nosso corpo, diminuindo em até 29% a morte celular causada pelos raios UV por 48 horas após seu consumo.

– A maioria das frutas, como melancia, morangos, laranja, manga, melão e maçã contém altos níveis de vitaminas A e C, poderosos antioxidantes que repõem os nutrientes da pele, promovem a síntese do colágeno e ajudam a manter a pele firme e suave. Além disso, as frutas são ricas em água, sendo então excelentes maneiras de hidratar e proteger a pele. O ideal é consumi-las diariamente em sucos, vitaminas ou em seu estado natural.

– Alimentos amarelos e laranjas, como mamão, cenoura e abóbora, e as folhas verdes são ricos em betacaroteno, que no organismo se transforma em Vitamina A, agindo como fotoprotetores endógenos, ou seja, de dentro para fora.

Por fim, a dermatologista relembra que o consumo diário de pelo menos dois litros de água é fundamental para o transporte de nutrientes e a hidratação do organismo como um todo, além de melhorar a circulação e, consequentemente, a aparência da pele. “Beber bastante líquido como água e água de coco ajuda a eliminar as toxinas, diminuindo o edema e reavivando a pele”, finaliza a Dra. Valéria.

Fonte: Dra. Valéria Marcondes – Dermatologista da Clínica de Dermatologia Valéria Marcondes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia com título de especialista e da Academia Americana de Dermatologia. Foi fundadora e é membro da Sociedade de Laser. www.valeriamarcondes.com.br

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »