Estado de SP diminui indicadores de homicídio e roubos e furtos de veículo

maio 25 • Cidade, Notícias, ServiçoNenhum comentário em Estado de SP diminui indicadores de homicídio e roubos e furtos de veículo

 

As quedas foram registradas no mês de abril; as taxas de casos e de vítimas de homicídio são novamente as mais baixas da história

 

 

O secretário divulgou as estatísticas de abril nesta quinta-feira (25/5) (Segurança secretárioFoto: Gabriela Pereira)

O Estado de São Paulo apresentou redução tanto no indicador de casos como no de vítimas de homicídio doloso no mês de abril. Além disso, também contabilizou queda nos roubos e furtos em geral e de veículos e roubos a banco.

No quarto mês do ano, o número de casos de homicídio doloso caiu 14,71% em relação ao mesmo mês do ano passado. O total baixou de 333 para 284, ficando pela primeira vez abaixo de 300.

“Todos os números de São Paulo, no que diz respeito ao homicídio, não têm comparação com nenhum estado da federação. A gente espera continuar reduzindo daqui para frente”, disse o secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, durante divulgação das estatísticas nesta quinta-feira (25).

O número de vítimas de homicídio apresentou queda de 12,93% em abril, passando de 348 para 303.

Com as variações, as taxas de homicídios chegaram a 7,92 e 8,37 vítimas a cada grupo de 100 mil habitantes no período de maio de 2016 a abril deste ano. As duas são as menores para o período desde o início da série histórica, em 2001.

Na Capital, nós tivemos a menor taxa de homicídios da série histórica”, comentou o secretário.

Em abril, as extorsões mediante sequestro ficaram zeradas. No mesmo mês de 2016, foram registradas cinco ocorrências do tipo. É a primeira vez para um mês de abril que não há nenhum caso.

Os estupros aumentaram 15,13% no mês, com 115 casos a mais.

Roubos e furtos de veículos

Os roubos de veículo caíram 13,91% em abril. O total de ocorrências baixou de 6.454 para 5.556, com 898 a menos. É a menor quantidade de toda a série histórica, iniciada em 2001, atrás apenas de 2008 (5.093 casos).

No mês, os furtos de veículos apresentaram queda de 6,08% e o número de boletins de ocorrência caiu de 9.292 para 8.727, com 565 a menos.

Outros crimes

O índice de roubos a banco recuou em 52,63% no quarto mês do ano. Com dez ocorrências a menos, o total passou de 19 para nove em abril de 2016.  É o segundo menor número da série histórica para o mês.

Os roubos em geral caíram 4,14% em abril de 2017, em comparação com igual período do ano passado. O total passou de 26.778 para 25.670.       Enquanto isso, os roubos de cargas subiram 0,9% no mês.

Já os furtos em geral tiveram em abril uma queda de 4,95%, passando de 42.691 para 40.577.

Mágino destacou a queda nos crimes contra o patrimônio. “A redução, de um modo geral no Estado, vem da realização das operações que o comando da PM está realizando”, falou. “O coronel Nivaldo [comandante-geral da Polícia Militar] reuniu todo o seu alto comando e estabeleceu um número muito grande de operações diárias que deveriam ser realizadas. Hoje, a PM realiza 188 operações diárias só aqui na Capital”, completou.

Os latrocínios aumentaram 28,57% no mês, de 28 para 36. O número de vítimas de latrocínio subiu 16,13% – de 31 para 36 – em abril.

“Vamos incrementar as operações Cavalo de Aço visando coibir esse tipo de crime”, afirmou o secretário, já que alguns desses delitos ocorrem em roubos de motocicletas cometidos por criminosos que também utilizam esse tipo de veículo.

Produtividade policial

O trabalho das polícias Civil e Militar resultou em 15.383 prisões realizadas no mês de abril.

Com um aumento de 2,37% – de 3.926 para 4.019 –, os flagrantes de tráfico de drogas atingiram a maior quantidade da série histórica para o mês.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »