Consu aprova medidas para reduzir déficit orçamentário da Unicamp

set 27 • Cidade, Educação, NotíciasNenhum comentário em Consu aprova medidas para reduzir déficit orçamentário da Unicamp

 

Duas propostas não puderem ser votadas devido à invasão do prédio por estudantes

 

Momento em que ocorreu a invasão no prédio do Consu por estudantes

 

Os membros do Conselho Universitário (Consu) da Unicamp foram surpreendidos na tarde desta terça-feira (26/09) por uma invasão de estudantes durante a votação de medidas para reduzir o déficit orçamentário da Universidade. A reunião foi suspensa por ampla maioria dos conselheiros, com o objetivo de preservar a integridade física dos representantes dos professores, alunos e funcionários presentes no local. O Consu é o órgão de deliberação máxima da Unicamp, cujos membros representam estudantes, funcionários e docentes da instituição.

A invasão ao prédio do Consu aconteceu após uma negociação entre os conselheiros e os estudantes para que os alunos pudessem apresentar seus argumentos. A pedido dos próprios estudantes, os membros do Consu permitiram a entrada ao local de cinco representantes dos alunos e dos funcionários, momento em que ocorreu a invasão, desrespeitando a negociação acordada. A Reitoria da Unicamp lamenta profundamente a falta de diálogo e a interrupção forçada das discussões de relevante interesse para a Universidade e para sociedade.

Até o momento da suspensão da reunião, foram votadas e aprovadas, por ampla maioria dos membros do Consu, todas as medidas propostas pela Administração Superior. Foram aprovadas medidas temporárias como o cancelamento para 2017 do pagamento de quatro prêmios institucionais, concedidos a docentes, pesquisadores e funcionários da Universidade. Além disso, os conselheiros aprovaram a revisão do orçamento com projeção de déficit de 290 milhões de reais para 2018.

 

Também foram votados e aprovados a suspensão, para 2018, de novos concursos para docentes, pesquisadores e funcionários, sem a devida previsão orçamentária. Outra medida aprovada é que a criação de novos cargos gratificados e outras despesas de caráter permanente só serão implementadas por Deliberação Consu. O objetivo é dar mais transparência, publicidade e impessoalidade aos atos da Universidade. Se aprovado, o conjunto de medidas deverá gerar uma economia de 25 milhões de reais em 2018, ou seja, o correspondente a quase 10% do déficit.

 

Membros do Consu votam medidas para reduzir déficit

 

Duas propostas não puderam ser votadas devido à suspensão dos trabalhos do Consu. Foram elas, o reajuste no valor da refeição oferecida nos restaurantes da Unicamp, que passaria de 2 para 4 reais, para os estudantes não carentes. Para os estudantes carentes continua a completa isenção. Já os funcionários que recebem salários acima de 5 mil reais teriam o aumento de 3 reais no valor da refeição, que passaria de 7 para 10 reais. As isenções que já existem serão mantidas, sobretudo para os cerca de 10% de alunos atendidos nos programas de permanência. Para os funcionários de baixa renda continuam os subsídios que já existem. O café da manhã passaria, pela proposta, de 1 para 2 reais.

Outra medida que deveria ser votada seria o corte linear de 30% nos valores de todas as gratificações não incorporadas pagas a docentes, pesquisadores e funcionários. Estes assuntos serão pautados nas próximas reuniões do Consu.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »