Cuidados com a saúde masculina incluem cirurgias plásticas

nov 26 • Comportamento, SaúdeNenhum comentário em Cuidados com a saúde masculina incluem cirurgias plásticas

Ao longo dos anos, a campanha Novembro Azul, que visa a conscientização e, principalmente, a prevenção ao câncer de próstata, tem alcançado resultados positivos e reduzido a incidência da doença, por meio de informações ampliadas, abertura para falar sobre o assunto e melhor acesso a exames específicos. Em vários países, o mês de novembro também tem sido dedicado a ampliar a esfera de cuidados com a saúde masculina. E, aqui se incluem os procedimentos estéticos, que de acordo com Juliano Pereira, cirurgião plástico e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, contribuem, em muito, para o bem-estar do homem.

O câncer de próstata é apontado como causa da morte de 28,6% da população masculina no Brasil, conforme dados do Ministério da Saúde. Como medida preventiva, recomenda-se aos homens a partir dos 50 anos a realização de exames de rotina.

Entre os procedimentos nos consultórios de urologia, o exame de toque retal é o mais utilizado, por sua eficácia no diagnóstico. Os especialistas recomendam ainda o exame PSA (a partir da coleta do sangue), que pode indicar o aumento de uma proteína produzida pela próstata, o que sinaliza indícios da doença. Cada diagnóstico tem um tratamento específico e o médico pode indicar entre cirurgia, radioterapia e tratamento hormonal.

Dr. Juliano Pereira/Divulgação

Saúde como um todo

Em cinco anos, as estatísticas mostram que os cuidados com a saúde masculina não se limitaram às clínicas de urologia e aos exames preventivos. Neste período, de acordo com informações da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), o número de homens interessados em diversos procedimentos estéticos passou de 72 mil para 276 mil.

Com base em levantamento da SBCP, o médico Juliano Pereira indica que os procedimentos estéticos realizados em homens estão relacionados com a idade do paciente.

– Da infância até a juventude: a otoplastia (correção das orelhas de abano) responde pela maioria das cirurgias.

– De 20 a 30 anos: ginecomastia (cirurgia para correção das mamas masculinas), rinoplastia (plástica no nariz) e otoplastia são os procedimentos mais procurados.

– De 30 a 40 anos: interesse por lipoaspiração, lipoescultura e implantes capilares.

– De 40 a 50 anos: implantes capilares.

– De 50 a 60 anos: a blefaroplastia (cirurgia das pálpebras) é a mais procurada.

– Acima de 60 anos: a ritidoplastia (lifting facial ou tratamento cirúrgico das rugas do rosto) lidera entre os procedimentos estéticos.

Conheça alguns procedimentos:

Blefaroplastia

A cirurgia das pálpebras, ou blefaroplastia, corrige problemas que, em muitos casos, afetam a visão do paciente.

Realizado nas pálpebras superiores, o procedimento é indicado para remover depósitos de gordura. Também diante de pele flácida, que proporciona indesejáveis dobras e interfere no contorno natural da pálpebra, o cirurgião tem a opção de utilizar a técnica.

Nas pálpebras inferiores, a blefaroplastia remove o excesso de pele, com a vantagem de atenuar rugas mais finas. Bolsas sob os olhos também podem ser corrigidas por esta modalidade cirúrgica.

Rinoplastia

Como recurso para correções estéticas, a rinoplastia (ou cirurgia do nariz) interfere positivamente na autoestima por melhorar a aparência e proporcionar harmonia facial ao paciente. A técnica é amplamente utilizada também para corrigir problemas que interferem na respiração, como desvio de septo, e mesmo em casos de traumatismo por acidente, reparações de defeitos de nascença e lesões. Os recursos da rinoplastia permitem reduzir ou aumentar o tamanho do nariz e, assim, promover a harmonia facial. A cirurgia leva em consideração o perfil o paciente e pode corrigir a ponta do nariz, o dorso nasal e as narinas.

Lipoaspiração

A lipoaspiração, ou lipoescultura, é um procedimento que permite remover depósitos de gorduras em áreas específicas do corpo, como abdômen, cintura, costas, peito, coxas, pernas, tornozelos, braços, bochechas e queixo. À medida que elimina os tecidos adiposos, a cirurgia remodela os contornos e melhora de maneira significativa as proporções corporais.

A cirurgia de lipoaspiração não é um tratamento para a obesidade. Os perfis mais indicados ao procedimento são adultos que seguem uma dieta balanceada, praticam exercícios físicos regulamente e, por isso, têm bom tônus muscular.

Toxina botulínica

A aplicação de toxina botulínica é um dos procedimentos mais conhecidos e procurados por pacientes interessados em reduzir, temporariamente, linhas de expressão, rugas na testa e pés de galinha na área dos olhos e do pescoço.

A toxina botulínica é uma neurotoxina produzida pela bactéria Clostridium botulinum. Como recurso estético, a substância é aplicada através de injeções, em doses muito controladas. No organismo, a toxina tem o efeito de bloquear os sinais nervosos musculares. Com isso, a musculatura não se contrai e as rugas faciais indesejadas diminuem.

A aplicação de toxina botulínica pode ser combinada com outros procedimentos cosméticos, como peeling químicos, preenchimentos dérmicos e microdermoabrasão.

Os efeitos da toxina botulínica tendem a desaparecer em três ou quatro meses. Após esse período, os músculos reagem e as rugas reaparecem. A critério médico, a substância pode ser reaplicada.

Juliano Pereira – CRM 141574

Cirurgião plástico, membro especialista e titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Presidente do Departamento de Cirurgia Plástica da Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas (2018-2020). Professor da Residência Médica (MEC) em Cirurgia Plástica do Serviço Professor Ricardo Baroudi (Hospital Irmãos Penteado).

 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »