Terapeuta ocupacional elenca motivos para começar a bordar já

set 20 • ComportamentoNenhum comentário em Terapeuta ocupacional elenca motivos para começar a bordar já

Benefícios são tantos que país já conta até com clube de assinatura do bordado

Já se foi o tempo em que bordar era apenas uma atividade praticada pelas nossas avós. O bordado está em alta no Brasil e já ganhou adeptos muito jovens, inclusive. Não é à toa que esta é uma das atividades artesanais mais difundidas no país, segundo pesquisa de indicadores culturais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Seja para relaxar ou para gerar renda, a atividade só traz benefícios. O terapeuta ocupacional Fábio Fouchy explica que há um universo de possibilidades a ser trabalhado quando o assunto é aliar o bordado ao bem-estar. Ele elencou alguns bons motivos para te incentivar a pegar a agulha e a linha e começar a praticar já.
Benefícios
Fouchy cita entre os benefícios a melhora da coordenação motora e o estímulo do cérebro. “Atividades como o bordado ativam áreas do cérebro responsáveis, por exemplo, pela atenção, concentração e memória, todas importantes para uma boa qualidade de vida”, afirma.
O terapeuta explica, ainda, que a atividade é ótima para relaxar a mente e estimular a socialização. Segundo Fouchy, “fatores psicossociais também são desenvolvidos ao produzir com significado tanto para si como para os outros, aprendendo a lidar com seus próprios limites e adversidades, assim como convívio, compartilhamento de conhecimento e experiências com outras pessoas”.
Estímulo ao bordado
As vantagens para a saúde são tantas que a internet virou um celeiro de informação sobre o bordado. Apesar disso, a vida corrida de muitos adeptos e a dificuldade de acesso a bons produtos fez surgir um novo nicho de mercado. Inspirado nisso tudo e impulsionado pelas vantagens dos clubes de assinatura, o Brasil ganhou até um Clube de Bordar.
A proposta é entregar mensalmente tudo o que os apreciadores da prática precisam para criar suas próprias peças, desde tolhas até linhas e acessórios. O idealizador do projeto, Diogo Marchewsky, conta que a ideia é facilitar a vida de quem gosta da atividade ou deseja iniciá-la.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »