Desburocratizar é a primeira medida para ampliar mercado externo

maio 29 • EconomiaNenhum comentário em Desburocratizar é a primeira medida para ampliar mercado externo

Anselmo Riso, José Henrique Toledo Correa (Ciesp-Campinas) e Renato Agostinho da Silva (Secex)/Foto: Roncon & Graça Com

A adoção de medidas de desburocratização é o primeiro passo para a organização de uma estratégia de inserção internacional da economia brasileira, alinhada à política econômica que vem sendo implementada pelo Ministério da Economia. A avaliação é do subsecretário Renato Agostinho da Silva, da Subsecretaria de Operações de Comércio da Secex, do Ministério da Economia, que falou aos jornalistas na coletiva mensal do Ciesp-Campinas, nessa quarta – 29 de maio, na sede da entidade.  No mesmo local, durante todo o dia, aconteceu o 57º Seminário de Operações de Comercio Exterior, realizado pela Subsecretaria e pelo Ciesp-Campinas.

Agostinho Silva afirmou que além das medidas de desburocratização, estão sendo adotadas ações para melhoria do ambiente de negócios e maior eficiência da atuação estatal sobre as exportações e importações de bens e serviços, com aprimoramentos em diversas áreas e implantação de diversos outros dispositivos para agilizar o processo.  “Prevemos que até 2021 teremos um novo sistema de solução para o comércio exterior. Na verdade será uma nova cultura de comércio exterior”, acrescentou ele.

O diretor de Comércio Exterior do Ciesp-Campinas, Anselmo Riso, apresentou os números da balança comercial regional e reforçou a expectativa positiva da entidade com as medidas adotadas para fortalecer o comércio exterior.

Com relação às pesquisas mensais do Ciesp-Campinas, o diretor da entidade, José Henrique Toledo Corrêa, afirmou que a indústria regional em abril registrou saldo negativo de 100 demissões, o que resultou na perda de 700 demissões no primeiro quadrimestre do ano. “Esse resultado negativo na indústria da região de Campinas, acreditamos que esteja ligado diretamente a instabilidade gerada pelos fatos políticos nesses quatro meses. Infelizmente as demissões ocorreram por esses fatos. Já para os próximos meses, com a votação da Reforma da Previdência e o andamento de outras reformas, o ambiente de negócios deve melhorar, os investimentos voltarão e a retomada do emprego deve ocorrer”, explicou o diretor.

Na pesquisa Sondagem Industrial do Ciesp-Campinas, 83,3% dos respondentes  afirmaram que a Medida Provisória da Liberdade Econômica, assinada pelo presidente da República para reduzir a burocracia e os custos para os pequenos negócios, pode contribuir para alavancar a economia no médio prazo.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

× Como posso te ajudar?