Emprego tem recuperação em Campinas e Região, aponta levantamento

maio 19 • Emprego, NotíciasNenhum comentário em Emprego tem recuperação em Campinas e Região, aponta levantamento

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), em abril de 2017 o nível de emprego em Campinas e região apontou recuperação. Verifica-se uma nova recuperação nos dados de emprego, que em março passado foi negativo, e agora em abril, voltou a ser positivo, trazendo novas perspectivas para a redução do desemprego. Em Campinas foram criados  704 postos, cerca de 316,48% acima dos (1.524) eliminados em 2016.  O comércio, a construção civil, a indústria e a agropecuária geraram juntos 777 postos, enquanto que a indústria eliminou (-77) postos.

Na avaliação  do Departamento de Economia da Associação Industrial e Comercial de Campinas  (Acic), os dados positivos do CAGED de abril de 2017 confirmam a tendência de elevação do nível de emprego para até o final do ano, mas dependendo do tempo de execução das Reformas Trabalhistas e da Previdência, que estão sendo ainda debatidas. O desemprego previsto para 2017 deve ficar, ainda assim, abaixo dos 02 dígitos atuais, devendo acelerar as quedas durante todo o ano de 2018.

Na Região Metropolitana de Campinas (RMC) foram gerados 2.245 postos de trabalho em abril de 2017, cerca de 239,15% acima dos (-3.124) postos eliminados em abril de 2016. No acumulado do ano (janeiro a abril de 2017) foram gerados 4.461 postos, cerca de 265,64% acima dos (-7.399) postos eliminados no período anterior de 2016.  Todos os segmentos, praticamente, geraram postos de trabalho, destacando o comércio que gerou 676 postos, seguido da indústria com 627 e agropecuária com 443 postos. Dentre os municípios, os que geraram mais postos foram: Campinas com 704 postos, seguido de Santa Bárbara D’Oeste com 692 postos; e os que eliminaram, foram: Valinhos com (-141) postos, seguido de Holambra com (-97) postos de trabalho.

Em nível nacional, em abril de 2017 foram gerados 59.856 postos de trabalho, proveniente da admissão de 1.141.850 trabalhadores versus a demissão de 1.081.994 postos, representando uma expansão de 95,25% sobre os (-62.844) postos eliminados em abril de 2016. No acumulado do ano (janeiro a abril de 2017) foram eliminados (-933) frente aos (- 378.481) postos eliminados em 2016, indicando uma recuperação de 99,75% de postos de trabalho no período considerado.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

× Como posso te ajudar?