Má qualidade do sono pode originar vários problemas de saúde

fev 19 • Comportamento, SaúdeNenhum comentário em Má qualidade do sono pode originar vários problemas de saúde

Pessoas que dormem mais de 10 horas e menos de 7 horas por dia tendem a morrer mais cedo. Dormir 8 horas com um sono reparador é o ideal para pessoas adultas terem mais longevidade. A informação é do médico Ricardo Campos, que acrescenta que o sono de boa qualidade, faz “uma faxina no organismo, eliminando o que não é necessário”. Adepto da Medicina Integrativa, ele explica que é durante esse sono bom que o nosso organismo produz os seus hormônios, tais como, a grelina (da fome), a leptina (da saciedade) e a melatonina.

A melatonina (produzida pela glândula pineal) é um hormônio que ajuda a organizar o organismo e começa a ser produzido quando o dia escurece e atinge seu nível máximo quando estamos dormindo. Com o nascer do dia e a claridade, a glândula reduz a produção da melatonina, mostrando ao organismo que é o momento de acordar. Por isso, segundo o médico, é preciso observar como está a qualidade e quantidade do sono.

Mas o que é um sono reparador?  Na avaliação do médico Ricardo Campos, para um sono de boa qualidade e que seja reparador para o organismo, devem ter alguns pré-requisitos, como um quarto o mais escuro possível e sem barulho, temperatura do ambiente entre 18 e 25 graus e colchão adequado ao peso. Atenção para alimentação a ser ingerida antes de dormir. Evitar alimentos de difícil digestão e o consumo de bebida alcoólica e cafeína. Atividade física intensa antes de dormir também não é recomendada. Ao acordar, ele sugere que se tenha contato imediato com a luz solar, para o organismo despertar.

“Crianças têm que dormir um pouco mais que às 8 horas dos adultos e não devem dormir muito tarde. Aqueles que dormem por volta das 22 horas ou até após esse horário, tendem a ser adultos obesos”, acrescenta Ricardo Campos.

O médico explica que a falta do sono de boa qualidade, que seja reparador para o organismo, os chamados “transtornos do sono” podem trazer diversos problemas ao longo da vida das pessoas, como a obesidade, aumento do risco de desenvolver diabetes e doenças coronarianas, perda da memória, alteração no comportamento e maior dependência de cigarro e álcool.

Como saber se o sono foi ou não reparador? Ricardo Campos afirma que é muito simples a análise: “Acordar com sono e o corpo cansado identifica uma noite mal dormida, que nesse caso não foi reparadora. Recomenda-se fazer uma análise dos pré-requisitos para a qualidade do sono e verificar onde se está errando”. Dessa forma pode-se evitar o uso de medicamentos para esses transtornos do sono e assim possibilitando uma vida mais saudável.

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

× Como posso te ajudar?