Obras do BRT de Campinas devem começar no segundo semestre

maio 30 • Cidade, EconomiaNenhum comentário em Obras do BRT de Campinas devem começar no segundo semestre

                  Município também receberá R$ 415,17 milhões para obras de saneamento 

A segunda etapa de implantação do BRT de Campinas tem previsão para iniciar em agosto deste ano. A obra recebeu investimentos de R$ 288,8 milhões do Ministério das Cidades. Deste total R$ 91,8 milhões são do Orçamento Geral da União (OGU) e R$ 197 milhões de financiamento.

O encerramento da primeira etapa do empreendimento de mobilidade, que contemplou a elaboração do projeto básico, contou com investimento de R$ 5,4 milhões.  Está no projeto a construção de 32,2 quilômetros de corredores exclusivos e quatro quilômetros de corredores padrão Bus Rapid Transit (BRT).

O BRT de Campinas ligará duas regiões e atenderá a população que vive nos eixos Centro-Campo Grande e Centro-Ouro Verde. Serão 29 estações de embarque e desembarque, nove estações de transferência, cinco terminais e 16 obras de arte (pontes, viadutos e passagens de nível). O projeto abrange, além de uma pista exclusiva para os ônibus, estações de transferência fechadas e plataformas em nível, com embarque e desembarque pela porta esquerda do veículo; centro de controle operacional; estações com bancos, apoiadores e painéis informativos de linhas e localização; estação-plataforma com bicicletário, ciclofaixa, lombofaixa e paisagismo e utilização de veículos hídricos nas linhas-tronco.

Saneamento

Também foram habilitadas duas operações de crédito de R$ 415,17 milhões para obras de saneamento da Sanasa em Campinas.

Os recursos de financiamento aprovados vão ajudar a cidade a atingir a meta de universalizar o saneamento, com a coleta e o tratamento de 100% do esgoto, bem como distribuir 100% de água tratada. A linha de crédito aprovada será destinada a projetos em duas modalidades: Abastecimento de Água, com melhoria e ampliação do Sistema de Abastecimento de Água (SAS) de Campinas. O valor do investimento será de R$ 141,75 milhões, sendo R$ 127,57 de empréstimo e R$ 14,17 milhões de contrapartida.

A outra modalidade é Esgotamento Sanitário, com a ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES). O valor do investimento será de R$ 273,41 milhões, sendo R$ 259,74 milhões de empréstimo e R$ 13,67 milhões de contrapartida.

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

× Como posso te ajudar?