Sob a batuta de Carlos Gomes, Campinas e Lecco se tornam “cidades-irmãs”

Separadas por um oceano, Campinas, no Brasil, e Lecco, na Itália, acabam de ser reconhecidas como “cidades-irmãs”. O vínculo foi estabelecido conforme Lei 15., de 22 de dezembro de 2016, publicada no Diário Oficial. O estreitamento de laços tem sua origem na batuta certeira do maestro e compositor campineiro Carlos Gomes (1836-1896).

chapadao-visto-do-alto

  Desde que assumiu a Secretaria de Cultura de Campinas, Ney Carrasco procurou restabelecer o “triângulo” formado pelos municípios Campinas, Milão e Belém do Pará, considerados marcos na vida e carreira do músico.

  Apesar do sucesso artístico em Milão, foi em Lecco, localizada a 50 quilômetros daquele agitado e cultuado centro cultural, que Carlos Gomes construiu sua casa na vila por ele batizada de Brasília, levando, para a propriedade, pássaros e plantas que evocassem seu país de origem. “A casa foi transformada em escola de música e cultua fortemente o nome do compositor, mantendo um arquivo importante da sua história”, destaca Carrasco.

 Em 2016, data comemorativa dos 180 anos de nascimento e 120 de morte de Carlos Gomes, o secretário de Cultura visitou Lecco, em maio, e Belém, no mês de setembro, onde “recriamos as relações diplomáticas em torno de Carlos Gomes”.

  Com a aproximação das cidades, a Secretaria de Cultura irá projetar, dentro do possível, ações que fortaleçam o intercâmbio cultural entre artistas, e possibilitem a troca de materiais, como objetos, partituras e demais pertences de Carlos Gomes. O elo irá abrir uma via permanente de pesquisa da produção do maior compositor de óperas das Américas.

Read Previous

O agora bem vivido

Read Next

Prefeitura orienta Exército para auxiliar no combate ao Aedes. Trabalho irá até abril

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *