10 coisas pra você saber sobre a menopausa

18 de outubro é o Dia Mundial da Menopausa

“Calores, irritabilidade, insônia, ganho de peso. Apesar desses sinais da menopausa serem bem incômodos, é possível ser feliz nessa fase da vida”, declara Dra. Larissa Garcia Gomes, endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo.

A endocrinologista ainda elenca 10 tópicos sobre o assunto. Veja abaixo:

  1. Os sintomas característicos da menopausa são: ondas de calor, os suores noturnos, secura vaginal, disfunção sexual, alterações de humor como depressão e ansiedade, insônia, e ganho de peso.
  2. O declínio do estrogênio durante a menopausa favorece o aparecimento da osteoporose, pois há uma redução da massa óssea nessa fase.
  3. Mudanças de estilo de vida com dieta saudável, atividade física regular, manutenção do peso adequado e cessação de tabagismo são fatores que ajudam no tratamento dos sintomas da menopausa.
  4. Atividade física é uma grande aliada na prevenção da osteoporose durante e após a menopausa, inclusive para manter a massa muscular e prevenir de queda.
  5. É possível ser feliz na menopausa, pois há tratamentos para mitigar os sintomas.
  6. Comprimidos, gel, adesivos e creme vaginal são vias de administração da terapia hormonal.
  7. O consumo de soja na alimentação é saudável como aporte proteico, porém, a soja não deve ser consumida como substituta do estrogênio, hormônio responsável pela reposição hormonal nas mulheres menopausadas.
  8. A mulher menopausada que tenha contraindicação para reposição hormonal à base de estrogênio não deve fazer uso de fito-hormônios.
  9. Estudos mostram que a reposição hormonal em mulheres com histórico de câncer na família não causa incremento adicional no risco da doença, mesmo que o câncer seja de mãe ou irmã.
  10. reposição hormonal é um tratamento para ajudar na qualidade de vida da mulher e a supervisão médica é fundamental durante a reposição hormonal na menopausa.

Sobre a SBEM-SP

A SBEM-SP (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia do Estado de São Paulo) pratica a defesa da Endocrinologia, em conjunto com outras entidades médicas, e oferece aos seus associados oportunidades de aprimoramento técnico e científico. Consciente de sua responsabilidade social, a SBEM-SP presta consultoria junto à Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, no desenvolvimento de estratégias de atendimento e na padronização de procedimentos em Endocrinologia, e divulga ao público orientações básicas sobre as principais doenças tratadas pelos endocrinologistas.

Read Previous

Unicamp retoma atividades presenciais nesta segunda-feira

Read Next

Artigo: Os hormônios e o emagrecimento

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *