Victor Hugo Toro deixa a Sinfônica de Campinas

Maestro da OSMC, Victor Hugo Toro/Divulgação

O maestro Victor Hugo Toro foi homenageado na tarde desta segunda-feira, 27 de dezembro, pelo prefeito Dário Saadi e pela secretária de Cultura e Turismo, Alexandra Caprioli, pelos dez anos à frente da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas (OSMC) como diretor artístico e regente titular. Toro recebeu o Brasão da Cidade, que o prefeito oferece para as autoridades em reconhecimento pelo trabalho desenvolvido.

“Quero, em nome da população de Campinas, agradecer seu empenho com a Orquestra e carinho pela cidade, e deixar o reconhecimento pelo trabalho desenvolvido com a nossa Sinfônica. Leve o nosso sentimento de gratidão”, disse o prefeito.

O maestro entregou ao prefeito o seu pedido de exoneração e fez um balanço da atuação junto à Orquestra. Nestes dez anos sob a batuta de Toro, a Sinfônica realizou 543 apresentações, dois terços delas gratuitas. No período da pandemia, foram mais de 300 atividades.

Toro foi o maestro que mais tempo permaneceu no cargo na história da Orquestra, depois de Benito Juarez (1933-2020), que ocupou o posto por 25 anos. Victor Hugo Toro ressaltou que sua saída se deu “em bons termos” e que ficou muito feliz de poder ter feito um concerto de despedida da população de Campinas. O último concerto do maestro foi o especial de Natal, no dia 19 de dezembro, na Concha Acústica da Lagoa do Taquaral.

JORNAL DO CASTELO

Read Previous

Verão e férias: como cuidar dos seus pets?

Read Next

Corredor Dom Pedro tem previsão de receber 610 mil veículos durante Operação Especial de Ano Novo

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *