Ciesp-Campinas aponta que 77% da indústria teve queda na demanda

No balanço de três meses de pandemia, 77% das indústrias da região de Campinas apontam queda na demanda e 72% delas foram altamente impactadas nos seus negócios. Esses são alguns dos números divulgados pela Regional Campinas do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), nessa terça – 23 de junho, em apresentação on-line para a Imprensa. O diretor do Ciesp-Campinas, José Nunes Filho, afirmou que no mês de maio, 45% da indústria  regional  apresentou queda nas suas vendas, da ordem de  51 a 100%.

Entre os diversos números apresentados nesse balanço, o diretor do Ciesp-Campinas destacou que 75,4% das empresas associadas estão adotando o modelo de trabalho em ‘home office’ e 42,1% estão buscando linhas de financiamento para o capital de giro. A pesquisa também apontou que apenas 10,5% das associadas afirmaram que não buscaram ou não conseguiram financiamento, o que na avaliação de José Nunes Filho, significa que a maior parte das empresas, nesse período da pandemia, já adotou as suas providências nessa área.

José Nunes filho (Foto: Roncon & Graça)

Outro destaque da pesquisa, ressaltado pelo diretor José Nunes Filho, está na avaliação de 66,6% dos associados respondentes que “o Ciesp-Campinas deve lutar junto ao governo para reabertura responsável dos negócios, conseguir linhas de crédito emergenciais e prorrogação para pagamentos de impostos”.

Para 52,6% dos associados do Ciesp-Campinas, a retomada dos negócios não deve ocorrer ainda em 2020. Para José Nunes Filho essa avaliação dos associados se dá pelo fato de “ainda não ter uma vacina contra a Covid-19 e a economia viver em espasmos, com abertura e fechamento”. O diretor afirma que quando existir a vacina, para retomada de todos os segmentos, serão necessários muito crédito e a continuidade das privatizações e das reformas estruturais da economia brasileira.

Ação Social – Dentre as diversas ações sociais realizadas, a diretoria do Ciesp-Campinas informou que o Senai doou 5 mil unidades de máscaras e outras 5 mil unidades de álcool em gel para 200 paróquias da região de Campinas distribuírem para a população mais carente.

O diretor José Nunes Filho explicou que foi criada uma Central de Crédito pela Fiesp-Ciesp para atender   às demandas nessa área das empresas associadas em todo o Estado de São Paulo.

Balança Comercial Regional – O diretor do Departamento de Comércio Exterior do Ciesp-Campinas, Anselmo Riso, informou que as exportações foram bastante afetadas em maio, com queda de 36,1% em relação ao mesmo mês do ano passado. Nas importações o recuo foi de 30,4% em maio de 2020, comparando-se com o mesmo mês de 2019.  A corrente de comércio exterior (a soma das exportações e importações da região de Campinas) em maio foi de US$ 870,3 milhões – 31,7% menor que o registrado em maio de 2019.

O Ciesp-Campinas conta com 494 empresas associadas, distribuídas em 19 municípios da região. O faturamento conjunto das empresas associadas é de R$ 41,52 bilhões ao ano. Conjuntamente essas empresas empregam 98.894 colaboradores.

Read Previous

Unicamp começa a receber pedidos de isenção da taxa do vestibular 2021

Read Next

BRT campineiro já soma 92% de corredores pavimentados por concreto

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *