FAPESP oferece bolsas de pós-doutorado

Oportunidade é para mineração de dados para projeto na USP em São Carlos

Estão disponíveis duas bolsas de pós-doutorado no projeto temático Mineração, indexação e visualização de grandes bases de dados em sistemas de apoio à decisão clínica (MIVisBD), coordenado pela professora Agma Traina, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos. As inscrições estão abertas até 10 de julho de 2020.

O projeto temático é financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), que oferece as duas bolsas de pós-doutorado. Os selecionados receberão bolsas mensais no valor de R$ 7.373,10 por 24 meses. Também terão direito a um fundo de contingência, equivalente a 15% do valor anual da bolsa, que poderá ser investido em itens diretamente relacionados às atividades de pesquisa.

Para se candidatar, é preciso ter concluído recentemente doutorado em Ciências de Computação, Engenharia de Computação, Informática ou Física Computacional, com formação em bases de dados e mineração de dados. Buscam-se candidatos com ideias inovadoras, que estejam dispostos a trabalhar na fronteira entre ciências de computação e sistemas médicos.

Os pós-doutorandos realizarão as atividades de pesquisa no Laboratório de Bases de Dados e Imagens (LaBDI) do ICMC, em conjunto com profissionais do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto e do Instituto do Coração (InCor). O LaBDI tem como objetivo desenvolver pesquisas de ponta e estratégias experimentais que resultem em materiais e protótipos pioneiros e na publicações de artigos de alto impacto. O laboratório possui uma excelente infraestrutura e uma equipe multidisciplinar para colaborar no estudo.

Os interessados devem enviar e-mail, até 10 de julho, diretamente para a coordenadora do projeto (agma@icmc.usp.br), contendo no campo assunto a informação “Seleção para bolsa pós-doc: projeto MiVisBD” e os seguintes documentos anexados:

  • currículo indicando formação, produção científica e projetos dos quais participou;
  • duas cartas de recomendações, preferencialmente de supervisores anteriores (que podem ser enviadas diretamente pelo recomendador ao e-mail agma@icmc.usp.br);
  • uma breve declaração de interesse de pesquisa na área do projeto, ressaltando suas habilidades relacionadas ao projeto MiVisBD. 

Texto: Assessoria de Comunicação do ICMC-USP 

Read Previous

Exército realiza desinfecção de área comum do Paço Municipal nesta quinta

Read Next

Lei Seca faz 12 anos hoje, 22 de junho

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *