Campanha de Vacinação contra gripe: 53 mil doses aplicadas no primeiro dia

mar 23 • Notícias, SaúdeNenhum comentário em Campanha de Vacinação contra gripe: 53 mil doses aplicadas no primeiro dia

Cerca de 53 mil doses de vacina contra a gripe foram aplicadas nos postos de vacinação de Campinas nesta segunda-feira, dia 23 de março, no primeiro dia da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza 2020, a vacina contra a gripe comum. O grande fluxo de idosos e profissionais da área de saúde, públicos-alvo da primeira fase da campanha, fez com que as vacinas que estavam estocados para a semana fossem utilizados. Novo lote deve ser enviado pelo Governo do Estado até a tarde de amanhã, terça-feira, para prosseguir a vacinação.  A população pode ficar tranquila que a campanha de vacinação contra a gripe será retomada, informa a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), Andrea von Zuben. A expectativa da Secretaria Municipal de Saúde de Campinas é que assim que as novas doses cheguem nesta terça-feira à tarde e sejam distribuídas aos Centros de Saúde, a população seja avisada e possa se vacinar.   A procura pela vacina nesta segunda-feira superou as projeções. Nas campanhas em anos anteriores, a média registrada foi de 5 mil doses aplicados ao dia. Mesmo assim, não foi registrado problema nos Centros de Saúde e locais externos de vacinação organizados pela Prefeitura. As pessoas respeitaram a orientação para não se aglomerarem e ficarem distantes umas das outras enquanto aguardavam a aplicação da vacina.  A vacina estará novamente disponível em todos os Centros de Saúde de Campinas assim que a entrega for realizada pela Secretaria de Estado da Saúde, o que deve ocorrer nesta terça-feira. A população será avisada sobre a retomada da vacinação. A estratégia inclui um Dia D de mobilização nacional, que será em 9 de maio, um sábado.  Como ocorre todos os anos, a campanha contra a gripe atende a grupos prioritários. A primeira etapa de vacinação, que começou neste 23 de março e prossegue 15 de abril, abrange essas com mais de 60 anos de idade e profissionais de saúde, incluindo os cuidadores de idosos e funcionários de instituições de longa permanência de idosos.  O público-alvo de idosos em Campinas é estimado em 146 mil pessoas, segundo a Secretaria de Saúde da cidade. Com o sucesso do primeiro dia de vacinação, grande parte desse universo já recebeu a dose contra gripes causadas pelos principais tipos de Influenza. A vacinação está sendo feita em espaços arejados e as filas organizadas de modo a evitar filas e aglomerações.   Em Campinas, seguindo orientação federal, a vacinação também foi antecipada neste ano para ajudar a diferenciar os casos de gripe pelo Influenza do novo coronavírus, para o qual ainda não existe vacina. Se a população estiver imunizada contra os vírus da gripe, será mais fácil suspeitar e buscar o diagnóstico do novo coronavírus. A Campanha contra a gripe vai até o dia 22 de maio.  Os locais de vacinação estão disponíveis no site da Secretaria de Saúde (http://www.saude.campinas.sp.gov.br/saude/unidades.htm

Posto de Saúde do Jardim Aurélia recebem bom número de idosos

 Etapas  A primeira etapa de vacinação tem como foco as pessoas a partir dos 60 anos de idade e os profissionais de saúde. Nesta fase, estão incluídos os cuidadores de idosos e também funcionários de instituições de longa permanência para o público da terceira idade. Essa fase prossegue até o dia 15 de abril, por isso há tempo suficiente para imunizar essa faixa da população.  Com início em 16 de abril, a segunda etapa atenderá os grupos prioritários de professores, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais e profissionais da força de segurança e salvamento.  A partir do dia 9 de maio serão vacinados todos os grupos prioritários alvo da campanha: crianças de 6 meses a 6 anos de idade, gestantes, puérperas, idosos, professores, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, adultos de 55 a 59 anos de idade.  A meta é imunizar pelo menos 90% das pessoas de cada um dos grupos prioritários. Esse escalonamento segue a determinação do Governo do Estado de São Paulo e do Ministério da Saúde.  Sobre a vacina  A composição da vacina é estabelecida anualmente pela Organização Mundial de Saúde (OMS) com base nas informações recebidas de laboratórios de referência sobre a prevalência das cepas dos vírus circulantes. A recomendação sobre a composição da vacina ocorre no segundo semestre de cada ano, para atender às necessidades de proteção contra influenza no inverno do Hemisfério Sul.  A vacina de influenza é constituída por vírus inativados, fracionados e purificados, portanto não contêm vírus vivos e não causam a doença. A vacina usada na campanha deste ano protegerá contra a Influenza A (H1N1 e H3N2) e Influenza B.  É importante que a população entenda que a vacina contra a gripe não protege contra o novo coronavírus, doença para a qual ainda não há vacina, nem tratamento. Mas que, ao se imunizar contra os vírus Influenza, a quantidade de pessoas gripadas no inverno é reduzida, evitando sobreposição de doenças e ajudando a fazer diagnóstico mais rápido de casos de coronavírus na população vacinada.  Mais informações sobre o coronavírus, orientações e medidas preventivas que estão sendo adotada em Campinas para combater a pandemia podem ser obtidas no site https://covid-19.campinas.sp.gov.br/

Etapas

A primeira etapa de vacinação terá como foco as pessoas a partir dos 60 anos de idade e os profissionais de saúde. Nesta fase, estão incluídos os cuidadores de idosos e também funcionários de instituições de longa permanência para o público da terceira idade. Essa fase prossegue até o dia 15 de abril. O público-alvo de idosos em Campinas é estimado em 246 mil pessoas. 

Com início em 16 de abril, a segunda etapa atenderá os grupos prioritários de professores, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais e profissionais da força de segurança e salvamento. 

A partir do dia 9 de maio serão vacinados todos os grupos prioritários alvo da campanha: crianças de 6 meses a 6 anos de idade, gestantes, puérperas, idosos, professores, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, adultos de 55 a 59 anos de idade.

A meta é imunizar pelo menos 90% das pessoas de cada um dos grupos prioritários. Esse escalonamento segue a determinação do Governo do Estado de São Paulo e do Ministério da Saúde. 

Sobre a vacina

A composição da vacina é estabelecida anualmente pela Organização Mundial de Saúde (OMS) com base nas informações recebidas de laboratórios de referência sobre a prevalência das cepas dos vírus circulantes. A recomendação sobre a composição da vacina ocorre no segundo semestre de cada ano, para atender às necessidades de proteção contra influenza no inverno do Hemisfério Sul. 

A vacina de influenza é constituída por vírus inativados, fracionados e purificados, portanto não contêm vírus vivos e não causam a doença. A vacinausada na campanha deste ano protegerá contra a Influenza A (H1N1 e H3N2) e Influenza B. 

É importante que a população entenda que a vacina contra a gripe não protege contra o novo coronavírus, doença para a qual ainda não há vacina, nem tratamento. Mas que, ao se imunizar contra os vírus Influenza, a quantidade de pessoas gripadas no inverno é reduzida, evitando sobreposição de doenças e ajudando a fazer diagnóstico mais rápido de casos de coronavírus na população vacinada.

Os endereços e horários das salas de vacina estão disponíveis no site: http://www.saude.campinas.sp.gov.br/saude/unidades.htm.

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

× Como posso te ajudar?