Estado de São Paulo prorroga a quarentena com flexibilização

Maio 27 • Brasil, CidadeNenhum comentário em Estado de São Paulo prorroga a quarentena com flexibilização

Os segmentos que estão incluídos na fase 2 (laranja) serão liberados

Mesmo com a prorrogação da quarentena até 15 de junho, válida en todo o Estado de São Paulo, Campinas poderá ter várias atividades comerciais liberadas a partir de segunda-feira, 01 de junho. A chamada retomada consciente de algumas atividades econômicas do Estado de São Paulo foi anunciada na manhã desta quarta-feira, 27, pelo governador João Dória.

Em 5 etapas que compõem o Plano São Paulo, ss atividades comerciais serão flexibilizadas de acordo com a situação de cada região, considerando taxa de isolamento social, número de casos da Covid-19 – confirmados e óbitos – e taxa de ocupação dos leitos de UTI. O Governo alerta que só poderão iniciar a retomada das atividades as cidades que tiverem taxa de isolamento de pelo menos 55%, redução de novos casos por 14 dias seguidos, disponibilidade de leitos de UTI, com a manutenção do distanciamento nos ambientes públicos e uso obrigatório de máscara. O comércio deverá ter horário reduzido.

O plano está baseado em 5 etapas que serão monitoradas pelo governo, para evitar um processo de abre e fecha dos comércios. As regiões serão classificadas por cores.

Fase 1, vermelha: alerta máximo, funcionamento é permitido somente aos serviços essenciais

Fase 2, laranja: controle, possibilidade de aberturas com restrições

Fase 3 , amarela: abertura de um número maior de outros setores

 fase 4, verde: abertura de um número maior de setores em relação à fase 3

Fase 5, azul: “ Normal controlado”- todos os setores em funcionamento, mas mantendo medidas de distanciamento e higiene.

Dentre as medidas de controle por regiões, serão monitoradas: capacidade do sistema de saúde taxa de ocupação de UTIs por pacientes de Covid-19 e leitos disponíveis para cada 100 mil habitantes, além da evolução da pandemia, considerando-se o número de casos, internações e número do óbitos .

As regras da flexibilização da abertura foram traçadas a partir de constantes reuniões de líderes de diversas categorias econômicas, prefeitos e profissionais da saúde. Ainda hoje, será colocado no ar um site onde constarão 60 protocolos e 500 diretrizes do Plano São Paulo.

Na fase de liberação, os shopping centers, por exemplo, poderão abrir com restrição de fluxo de horário, limitado no máximo 4 horas, medidas sanitárias de higiene, 20% da capacidade original de público e limitação de uso da praça de alimentação.

Ainda seguem sem previsão a retomada de aulas presenciais na área de educação e transporte público com total das frotas. Também fica mantida a interdição, por tempo indeterminado, de espaços públicos, como teatros, cinemas e eventos abertos, que geram aglomerações como festas, shows, disputas esportivas entre outros.

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

× Como posso te ajudar?