Geração de emprego em Campinas para este ano pode crescer 30%

jan 24 • Cidade, Economia, EmpregoNenhum comentário em Geração de emprego em Campinas para este ano pode crescer 30%

De acordo com o Departamento de Economia da Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC), com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), em Campinas foram admitidos 9.757 trabalhadores e demitidos 12.245 trabalhadores, resultando em uma eliminação de (-2.488) postos em dezembro de 2019.  No acumulado do ano, foram criados 2.736 postos, cerca de (-45,0%) abaixo dos 4.973 postos gerados em 2018.

Os destaques foram: Serviços com 2.300, a Construção Civil com 1.129 postos e o Comércio com 546 postos. Os destaques negativos ficaram com a Indústria (-1.248), a Agropecuária com (-106) e a Administração Pública com (-12).

“Em Campinas, a expansão do emprego está sendo lenta, bem abaixo da RMC. No entanto, a expectativa para este ano, 2020, é de um crescimento superior aos 30% o que implica cerca de 3,5 mil postos de trabalho em Campinas”, avalia o economista da ACIC, Laerte Martins.

RMC

Em relação à Região Metropolitana de Campinas (RMC) foram admitidos 22.166 e demitidos 30.653 trabalhadores, resultando em (-8.487) postos eliminados. No acumulado do ano, foram gerados 10.716 postos de trabalho, cerca de 16,34% sobre os 9.211 de 2018.  Os destaques positivos: Serviços com 5.690 postos, o Comércio com 4.344 postos, a Construção Civil com 1.940 postos. Os negativos foram: a Indústria com (-2.071) postos eliminados e a Administração Pública com (-55) postos eliminados.

“Na RMC, a expansão do emprego para 2020 traz uma perspectiva de 15% a 20% de geração, mais de 13 mil postos de trabalho”, prevê o economista.

Nacional

No âmbito nacional, o CAGED de dezembro de 2019 aponta que foram admitidos 990.848 e demitidos 1.298.159 trabalhadores, uma contratação líquida negativa de (-307.311). 

Em relação ao acumulado do ano (janeiro a dezembro) de 2019, foram contratados 644.079 trabalhadores, que comparados aos 529.554 de 2018 resulta em uma expansão de 21,63%.  Os destaques foram: Serviços, o Comércio e a Construção Civil, que juntos geraram cerca de 599.115 postos, 93% do total geral.

O resultado do ano de 2019 demonstram que em nível nacional houve uma evolução positiva na geração de emprego de cerca de 22% acima de 2018, indicando uma tendência positiva para 2020, com a perspectiva de crescer 22% acima de 2019, com a geração de 786 mil postos de trabalho.

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

× Como posso te ajudar?