Uso de máscaras é obrigatório no transporte coletivo e em locais fechados em Campinas

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette, determina a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção em locais fechados em Campinas a partir de 7 de maio. O decreto será publicado nesta terça, 5 de maio, no Diário Oficial do Município. O uso de máscaras passa a ser obrigatório também para clientes nos estabelecimentos de serviços essenciais. Já para os espaços públicos (ao ar livre e na rua) o uso de máscaras será recomendado.      

Desde segunda-feira, dia 04, já é obrigatório também o uso de máscaras no transporte público em Campinas, tanto por motoristas como por passageiros (ônibus, taxi e transporte individual por aplicativos).

“É importante que as pessoas tenham empatia, que todos compreendam a necessidade do uso de máscara nos locais fechados, que prestam serviços essenciais, como os supermercados, por exemplo. No decreto também vamos recomendar que as pessoas usem máscaras nas ruas”, disse o prefeito Jonas Donizette em transmissão ao vivo pelas suas redes sociais nesta segunda-feira, dia 4 de maio.  

  Antes da alteração do decreto, somente os funcionários dos estabelecimentos estavam obrigados a usar máscaras. Agora, funcionários e clientes devem usar. A nova regra entra em vigor a partir do dia 7 de maio, quinta-feira.    

O prefeito explicou que não haverá multa e a ideia é que as pessoas tenham consciência dessa importância. “No entanto, funcionários do comércio e do transporte terão a prerrogativa de impedir a entrada das pessoas que não estiverem usando máscara”, completou.    

Transporte  

Nesta segunda-feira, dia 4 de maio, a obrigatoriedade teve início no transporte coletivo (incluindo ônibus, táxis e transporte por aplicativo), tanto para funcionários quanto para usuários.     Nesta sentido, a Prefeitura iniciou a distribuição de máscaras de proteção nos terminais de ônibus: Central, Mercado, Barão Geraldo, Ouro Verde e Campo Grande. A ação teve início com a entrega de 6 mil máscaras de tecido, confeccionadas por costureiras e costureiros contratados por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Renda. No total serão distribuídas 100 mil máscaras.       “São máscaras de tecido, feitas com todo cuidado, conforme regras da Saúde, entregues embaladas. Junto com as máscaras vai um folheto com explicações de como usar”, disse o prefeito.    

Nos próximos dias chegará mais uma remessa, com 10 mil máscaras, e serão novamente distribuídas nos terminais. Serão incluídos outros terminais e pontos de ônibus com grande fluxo de pessoas.

    A distribuição começa às 5h30 e vai até as 8h, período de maior fluxo de passageiros nos seguintes terminais: Central, Mercado, Barão Geraldo, Campo Grande e Ouro Verde. As máscaras serão distribuídas gratuitamente aos usuários por equipes que estarão nos locais. Foi montada uma força-tarefa da Guarda Municipal, Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Defesa Civil e Vigilância em Saúde.      

Read Previous

Engenheiro adapta máscaras de proteção respiratória industrial para uso em pacientes com Covid-19

Read Next

Comvest reduz de 12 para 7 as obras de leitura obrigatória no Vestibular 2021

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *