Saúde registra aumento de síndromes gripais

Síndromes gripais deixam saúde em alerta

Lair Zambon – Secretário Municipal de Saúde

Síndromes gripais – A Secretaria de Saúde informa que, nos últimos dias, registrou aumento na procura para o atendimento de síndromes gripais nas unidades do município. O número registrado foi cinco vezes maior que o atendimento normal para essa época do ano. No entanto, a grande maioria dos casos é leve. Dos cerca de 1.150 atendimentos de sintomáticos respiratórios nos centros de saúde, apenas sete pacientes precisaram ser encaminhados para as Unidades de Pronto Atendimento (UPA), que estão preparadas para receber casos de maior complexidade. Os dados, preliminares, são de segunda-feira, 27 de dezembro.

 “Aumentou o número de pessoas com síndromes gripais, mas aparentemente com baixo risco de internação”, disse o secretário de Saúde Lair Zambon. A grande demanda tem causado aumento na espera pelo atendimento nos centros de saúde, UPAs e hospitais. O secretário informa que todas as pessoas com sintomas de covid-19 que buscam as unidades municipais são testadas.

“A taxa de positividade da doença (covid-19) em Campinas tem índice de 2 a 3%, o que mostra que o contágio no município continua baixo neste momento”, afirmou o secretário.   Dados preliminares de um laboratório privado revelam uma positividade para gripe de quase 40%, o que, segundo Zambon, revela que a grande maioria dos casos está relacionada com a influenza (gripe). A Secretaria de Saúde orienta que a população procure os serviços de saúde, principalmente, em casos de falta de ar e/ou febre alta. Além disso, as pessoas devem manter todos os cuidados recomendados, como uso de máscara e higienização das mãos, além de evitar aglomerações. Essas medidas são válidas para evitar a covid-19, gripe e outras doenças respiratórias.  

 Crianças 

O secretário de saúde chamou a atenção para os cuidados com as crianças menores de 2 anos. Ele afirma que as pessoas que estiverem em contato com crianças desta idade devem, obrigatoriamente, usar máscara.  “A medida é válida também para os pais e pessoas da família. Neste momento, temos uma grande preocupação em relação ao vírus sincicial respiratório nas crianças desta faixa etária”, explicou.  

O vírus sincicial respiratório pode causar bronquiolite, que pode levar a pessoa a um quadro crônico  “Essa epidemia de influenza e vírus sincicial respiratório é fora de época. Não sabemos qual será a evolução nos próximos dias, mas de qualquer maneira é importante que sejam tomados todos os cuidados: distanciamento, uso de máscara, não aglomeração e higienização das mãos”, concluiu.

Read Previous

Campanha de Popularização do Teatro terá início em 8 de janeiro

Read Next

Prefeito sanciona Plano Plurianual (PPA) para o quadriênio 2022 – 2025

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *