Campinas confirma 14 casos de monkeypox

Campinas tem mais um caso de monkeypox confirmado, segundo informa a Secretaria de Saúde, nesta terça-feira, 01 de agosto. Com isso, a cidade passa a contar com 14 confirmações da doença, sendo nove importadas e cinco autóctones (contraída no município). A Secretaria de Saúde orienta que as pessoas que tiverem um dos sintomas devem procurar um serviço público de saúde e, para evitar a propagação da doença, devem permanecer em isolamento.

Os pacientes, 13 homens e uma mulher, têm entre 23 e 41 anos. Seis deles saíram do isolamento. Os demais contam com acompanhamento ambulatorial, sem gravidade e com boa evolução.

O Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) tem 38 notificações de monkeypox, sendo três de cidades da região.

A doença é transmitida por contato direto ou indireto com as lesões de pele, contato próximo por tempo prolongado, por vias sexual e respiratórias.

Assistência

A rede municipal de saúde está preparada para atendimento, diagnóstico e monitoramento dos casos de monkeypox. O atendimento para os pacientes com suspeita da doença está disponível nos centros de saúde, prontos-socorros, pronto atendimentos e no Centro de Referência em IST, HIV/Aids e Hepatites Virais.

Sintomas

O principal sintoma é o aparecimento de lesões parecidas com espinhas ou bolhas que podem surgir no rosto, dentro da boca ou em outras partes do corpo, como mãos, pés, peito, genitais ou ânus;
– Caroço no pescoço, axila e virilhas;
– Febre;
– Dor de cabeça;
– Calafrios;
– Cansaço;
– Dores musculares.

As pessoas que tiverem um dos sintomas devem procurar um serviço médico e permanecerem em isolamento. A doença costuma durar de duas a quatro semanas.

Clovis Cordeiro

Read Previous

Jovem Pan esportes atinge recorde histórico de audiência   

Read Next

Propriedade intelectual e industrial são necessárias para o Brasil avançar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.