Indústria da Região de Campinas prevê último trimestre melhor

Indústria da região de campinas está otimista

Final de ano deve ser positivo, de acordo com levantamento feito pelo Ciesp-Campinas

A Pesquisa de Sondagem juto à indústria na região de Campinas, em outubro, apontou expectativa melhor para o último trimestre do ano – outubro-novembro e dezembro, quando comparado com mesmo período de 2020. Esse foi um dos indicadores analisados pela Regional Campinas do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), na apresentação de pesquisa on-line (via internet) para a Imprensa, nessa sexta – 29 de outubro, mostrando a Sondagem Industrial, realizada junto às suas empresas associadas. Na pesquisa sobre a expectativa da economia para o último trimestre do ano as indústrias responderam: Melhor – 67%, Muito Melhor – 17%, Igual – 5% e Pior – 11%.

Conforme o vice-diretor do Ciesp-Campinas, José Henrique Toledo Corrêa, os principais indicadores da pesquisa mostram que a indústria segue em busca da sua recuperação, como exemplo, o faturamento em setembro aumentou para 44% das empresas respondentes. Já nessa pesquisa de outubro, 55% das associadas apontaram crescimento no faturamento.

Toledo Corrêa explicou que outros indicadores, como volume de produção, queda no nível de endividamento das empresas, utilização da capacidade instalada de produção e lucratividade apontam para uma “retomada sustentável”. No entanto, na análise desses dados, o vice-diretor do Ciesp-Campinas mencionou preocupação com os efeitos da inflação para os próximos meses e com a manutenção nos últimos meses do aumento nos custos das matérias-primas (apontado nessa pesquisa por 67% das empresas). Já os custos com energia, água e transporte também aumentaram em outubro para 85% das associadas.

Nível de Emprego – O Ciesp-Campinas também apresentou Pesquisa Fiesp-Ciesp com dados do Caged – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, focando o nível de emprego da indústria em setembro, nas cidades que compõem a Regional. No mês de setembro, o saldo em número absoluto foi positivo com 971 empregos. No acumulado do ano – de janeiro a setembro de 2021, o Ciesp-Campinas também registrou saldo positivo com 8.928 vagas.

Balança Comercial Regional –  O diretor do Departamento de Comércio Exterior do Ciesp-Campinas, Anselmo Riso, apresentou os números da Balança Comercial Regional de setembro. Riso comentou a falta de insumos que prejudica o segmento de autopeças e também sobre as modificações introduzidas nas plataformas de veículos.

Em setembro de 2021 o valor exportado foi de US$ 282,2 milhões – 25,2% maior que em setembro de 2020. Já as importações no mesmo mês foram de US$ 1,124 bilhão – 21,8% maior do que em setembro do ano passado. O saldo em setembro de 2021 foi negativo em US$ 842 milhões – 20,8% maior do que o registrado em setembro de 2020.

A corrente de comércio exterior regional (soma das exportações e importações) em setembro de 2021 foi de US$ 1,406 bilhão – 22,5% maior que no mesmo mês do ano passado.

Em setembro os principais municípios exportadores da Regional Campinas do Ciesp foram, pela ordem: Paulínia (29,8%), Campinas (26,1%), Sumaré (11,9%), Mogi Guaçu (8,6%) e Amparo (4,9%). Já os municípios que mais importaram foram: Paulínia (38%), Campinas (22,5%), Sumaré (12,8%), Jaguariúna (8,5%) e Hortolândia (8,2%). O percentual do município refere a sua participação em relação ao total da Regional no Mensal.

O Ciesp-Campinas conta com 494 empresas associadas, distribuídas em 19 municípios da região. O faturamento conjunto das empresas associadas é de R$ 41,52 bilhões ao ano. Conjuntamente essas empresas empregam 98.894 colaboradores

Read Previous

Campanha social presenteia mais de 3 mil crianças com boneca Baby Isa

Read Next

O beijo do Superman

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *