Artigo: Segurança é prioridade na nova tendência imobiliária

*Adalberto Santos

Os bairros planejados têm se consagrado como uma tendência imobiliária da atualidade. Distante dos aglomerados urbanos e com lotes projetados para moradias horizontais, a proposta que prevê ainda grandes espaços comuns para convivência e lazer, agrega infraestrutura de comércio, serviços e mobilidade, sem muros e portarias. Neste projeto de morar bem com comodidade, a segurança, questão primordial, mobiliza os especialistas a planejarem soluções para o novo conceito de empreendimento.

A possibilidade de morar em casa, com lugar para home office, e usufruir de áreas comunitárias e espaços de lazer e esportes oferecidos em um bairro planejado reflete uma mudança de comportamento do consumidor. Tal transformação vem desafiando o mercado imobiliário a criar produtos alinhados a este novo estilo de vida.

Os bairros abertos planejados, com infraestrutura completa de serviços, comércio e mobilidade, têm em sua concepção a transformação do entorno. E quando se fala em segurança, a redondeza e os loteamentos vizinhos dessas grandes estruturas imobiliárias também são amplamente beneficiados com medidas pensadas para coibir violência, assaltos, furtos, entre outras ocorrências.

Antes mesmo da comercialização dos loteamentos é necessário se realizar um planejamento baseado em estudos que identifiquem os riscos e os problemas de segurança no novo bairro.

Embora exista inúmeras soluções de segurança para bairros abertos planejados, é só o planejamento bem feito, considerando todas as necessidades do empreendimento, que vai contribuir para a eficiência da proteção e a racionalidade na aplicação dos investimentos e dos custos.

Algumas das alternativas de segurança para os bairros planejados, que por natureza não têm muros ou portarias, passam por soluções comunitárias. Sistemas de monitoramento, serviços contratados de rondas ostensivas e, principalmente, a interação entre vizinhos, contribuem para a diminuição sensivelmente dos riscos de furtos e roubos.

Seja qual for a condição financeira que perfila o loteamento, sempre haverá um projeto com soluções viáveis. Hoje em dia, é perfeitamente possível criar um bairro aberto planejado com excelentes resultados no aspecto de segurança, desde que haja profissionalismo envolvido.

* Adalberto Santos, especialista em segurança e diretor superintendente da Sigmacon. É consultor, palestrante, analista em segurança empresarial e criminal. Possui pós-graduação de processos empresariais em qualidade, MBA em administração e diversos títulos internacionais na área de segurança.

Read Previous

Viracopos começa processo de desinfecção de suas áreas

Read Next

Aumento da violência doméstica e familiar contra a mulher em tempos de pandemia

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *