Viracopos começa processo de desinfecção de suas áreas

Protocolo com 33 ações é usado no terminal para orientar retomada gradual de voos por partes das companhias aéreas

Técnico realiza desinfecção/Divulgação

O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), iniciou o processo regular de desinfecção especial de todo o terminal de passageiros e de ônibus utilizados no deslocamento até as aeronaves. A iniciativa visa minimizar a propagação da Covid 19 diante do cenário da retomada gradual de voos por parte das companhias aéreas.

A desinfecção ocorrerá diariamente, sempre antes dos horários de pico operacional, e deve ocorrer pelo menos três vezes ao dia. O aeroporto já havia realizado duas desinfecções do terminal como teste, mas agora estas ações passam a ser regulares e constantes. Também serão desinfetados os carrinhos de bagagem.

Ações como ampla higienização, avisos sonoros, sinalização de distanciamento e desinfecção constante, já adotadas nos últimos meses, se somam a uma série de outras medidas para o enfrentamento da crise global, garantir segurança aos passageiros e reforçar o combate ao contágio pela Covid 19.

Foram instalados, por exemplo, pelo menos 130 suportes de álcool em gel nos terminais, estacionamentos e áreas administrativas e as sinalizações nos saguões e na praça de alimentação foram remodeladas, visando elevar o nível de orientação e conscientização.

Também foi implementada a higienização e desinfecção constante (a cada quatro horas) de diversas partes do aeroporto tais como escadas rolantes, cadeiras, elevadores, balcões, mesas, corrimãos, carrinhos de bagagem e demais aéreas de contato. Os assentos agora possuem espaçamento para proporcionar maior distanciamento entre os passageiros.

Todos são orientados

Sempre seguindo as normas técnicas e orientações da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Viracopos adotou ações e soluções em diversas frentes de atuação que compreendem as gestões de recursos humanos, comunicação, mídia aeroportuária, marketing, financeiro e administrativo, operacional, engenharia e meio ambiente, segurança, tecnologia da Informação, entre outros setores, envolvendo todas as áreas do complexo aeroportuário.

“O aeroporto cumpre, desta forma, seu papel de promover as melhores medidas que levem o cliente a optar pelo aeroporto, sem nunca nos esquecermos do conforto e da eficiência já notória e reconhecida em pesquisas de satisfação de passageiros que já fizeram o aeroporto ser eleito 13 vezes o Melhor do Brasil”, concluiu Müssnich.    

A concessionária Aeroportos Brasil Viracopos, administradora do complexo aeroportuário, destaca que é fundamental neste momento que cada um dos clientes aja com bom senso no sentido de usar os equipamentos de proteção e seguir as orientações de distanciamento, respeitando as sinalizações e indicações instaladas nos terminais de passageiros e de cargas.

Outra recomendação do aeroporto é para que os passageiros evitem levar seus familiares e amigos até o terminal, restringindo assim as possibilidades de contaminação e de transmissão do vírus.

Recuperação gradual

A recuperação no setor de aviação apresenta tendência de crescimento gradual e lenta após uma queda brusca registrada a partir de março por causa da pandemia. O aeroporto chegou a ter queda do número de voos de passageiros de 330 movimentos (pousos e decolagens) por dia, em média, para 34 por dia (em março) e 56 por dia (em abril). No mês de maio, houve pequeno crescimento para 72 pousos e decolagens por dia. Já em junho, houve nova elevação por parte das companhias aéreas, chegando a 84 pousos e decolagens por dia, em média. A previsão para julho é de que o movimento diário chegue a 130 pousos e decolagens.

Read Previous

Curso gratuito de TI transforma futuro de jovens

Read Next

Artigo: Segurança é prioridade na nova tendência imobiliária

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *