Campinas representa 22% das vendas da Nissan, no interior de São Paulo

A Nissan do Brasil vem acelerando sua presença no mercado automotivo do interior de São Paulo. Com concessionárias espalhadas pelos principais municípios do estado, a marca japonesa vem crescendo com consistência nesta região, que é considerada de grande potencial e ainda de muitas oportunidades para a empresa. No ano fiscal 2019 (de abril de 2019 a março de 2020), as vendas da Nissan cresceram 12,8% em relação ao ano anterior. Já a participação de mercado da marca foi de 5,7% neste período, 0,7 ponto percentual a mais do que em 2018.

A Nissan avança forte na região independentemente das características e peculiaridades de cada mercado local. Por município, é possível destacar, por exemplo, desempenhos marcantes no ano fiscal 2019, como Campinas: crescimento de vendas de 63,3% no ano fiscal de 2019 em comparação ao ano anterior. O Nissan Kicks bateu seu recorde histórico de comercialização no município.

Em Campinas, a marca teve um crescimento de vendas de 63,3% no ano fiscal de 2019 em comparação ao ano anterior. O Nissan Kicks bateu seu recorde histórico de comercialização no município. Marco Silva vê Campinas como um dos principais mercados do Brasil para a marca. Os números apresentados durante a coletiva virtual desta terça-feira, 25, mostram a importante participação da cidade nas vendas da Nissan.  É o principal mercado do interior de São Paulo, que já representa 11% das vendas nacionais da marca.

Feiras no setor

O presidente da Nissan do Brasi, Marco Silva,  acretida que com a mudança de comportamento do mercado e do consumir, muitas coisas terão que ser repensadas. Muitos conceitos deixaram de existir. Para Silva, grandes feiras, com a Agrashow, em Ribeirão Preto, e o Salão do Automóve, na capital, deverão voltar ao normal, em 2021, porém com algumas mudanças.

O Salão do Automóvel, que é um grande show para apresentação de lançamentos dos novos modelos e forma de levar informação do setor para o público, terá que se adequar à nova realidade. O investimento para esse formato é muito alto e não compensa  mais. As informações para o público chegarão ( já estão chegando) através de outros canais, como as redes sociais.

Investimentos futuros

O presidente da Nissan do Brasil enfatiza que a empesa vai intensificar a valorização do relacionamento com os concessionários. Em virtude das dificuldades, provocadas pela pandemia do Coronavírus, ele até defende que, se houver necessidade, duas lojas de um mesmo revendedor poderão se consolidar em apenas uma. Cada caso é um caso e deve ser analisado separadamente, considerando as características do mercado local, finaliza.

Sobre o lançamento de um modelo que deveria acontecer no Brasil e foi feito no México, Silva garante que isso não significa mudança de foco o diminuição da importância do mercado brasileiro.

Para o presidente da Nissan no Brasil, todos tiveram que se readaptar à nova realidade e a empresa disponibilizou uma “ambiente virtual” onde o consumidor realiza 100% da compra e recebe o veículo em casa.

Silva acredita que o processo de eletrificação dos veículos será lento e contínuo, com tendência para o modelo híbrido.

Durante a coletiva, mencionou a parceria feita com a Unicamp para o a segunda geração do etanol. Sobre as medidas adotadas em virtude da crise, considerou positivos os programas do Governo Federal para a manutenção de empregos.

O presidente da Nissan do Brasil enfatizou que, independente do número de produtos a serem oferecidos pela marca, a participação da Nissan vai continuar crescendo. “O Brasil representa um mercado enorme com necessidades diferentes em cada região”.

Ressaltou que em várias regiões do páis o extrativismo e o agronégocio são fortes, isso fortalece a marca que tem produtos para atender essa demanda.

Frontier e Kicks aceleram na região

Este forte desempenho da marca japonesa é resultado do sucesso do Nissan Kicks e da Nissan Frontier no interior do estado de São Paulo. A atual geração da picape, que é fabricada em Córdoba, na Argentina, tem registrado uma grande evolução em sua participação de mercado levando em conta a presença da marca na soma de todas as cidades. Passou de 5,9%, na época de seu lançamento, em março de 2017, para a atual participação de 9,5%, registrada no ano passado. Nas cidades de Campinas, Mogi das Cruzes, São Carlos, São José dos Campos e Sorocaba a picape vai além e supera esta média de participação em seu segmento. É em Campinas onde a Nissan Frontier tem a maior participação no interior do estado, com 14,6%.

O Nissan Kicks também registra um forte e consistente desempenho de vendas desde o seu lançamento em 2016 e bateu seu recorde de vendas na região, com um crescimento de 16% em 2019, se comparado ao ano anterior. Com isso, a participação de mercado do crossover no interior do estado de São Paulo se mantém nos últimos anos acima dos 16%, superior a média nacional do carro, que é de 13%. No ano passado, foi de 16,8%. Em cidades como Campinas, Franca, Marília, Ribeirão Preto e Sorocaba, o Nissan Kicks registrou participações bem acima desta média da região. O município onde o SUV da marca japonesa tem a maior participação também é Campinas, com 22,1%.

Read Previous

Utilização do Bilhete Único Idoso e Universitário retorna em 31 de agosto

Read Next

Indústria regional acredita na retomada positiva

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *