Iniciativa Sábados Azuis dá início a atendimento gratuito a gestores de turismo

Gestores públicos, lideranças ou entidades locais de destinos turísticos que estejam em busca de soluções para vencer desafios no desenvolvimento e/ou implantação do turismo responsável em suas regiões podem, a partir de agora, se inscrever gratuitamente na Iniciativa Sábados Azuis.
O projeto, que é inédito no país e acaba de ser lançado oficialmente, acontece em ambiente totalmente virtual e foi idealizado para oferecer orientação e apoio técnico gratuitos para agentes de turismo de qualquer região do país, por uma rede de voluntários, entre profissionais, professores e estudantes da área.”Acreditamos que nossa proposta digital pode contribuir para aprimorar o fazer turístico nesse momento tão fragilizado do turismo no país”, revela Karina Solha, pesquisadora e professora do curso de turismo da ECA-USP.
Para atender às demandas, a Iniciativa pretende atuar com diferentes temas e segmentos do turismo, tais como, legislação, participação social, ferramentas de pesquisa, posicionamento de mercado, gestão de atrativos, elaboração de projetos, captação de recursos, estratégias, entre outros. Porém, conforme explica Luciana Sagi, idealizadora do projeto, “o pleito deve ser simples e pontual, já que atuaremos por meio de encontros virtuais e com orientações objetivas às necessidades”.


Assim, a cada atendimento, um especialista e dois monitores realizam o trabalho de escuta e propõem pequenas tarefas para a superação do desafio apresentado, para chegar, após quatro encontros virtuais, à melhor solução para a demanda do destino ou atrativo turístico. Tudo gratuito.
A Iniciativa Sábados Azuis está vinculada ao Centro de Estudos de Turismo e Desenvolvimento Social da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (CETES/ECA-USP) e está recebendo inscrições para o primeiro ciclo de atendimento até 4 de setembro.
Para cadastrar sua demanda, basta acessar o site (www.iniciativasabadosazuis.com.br), onde também é possível encontrar mais detalhes sobre o seu acolhimento. Vale lembrar que o representante precisa estar necessariamente vinculado a um órgão público, associação, conselho ou coletivo da sociedade civil no município ou região que busca pelo desenvolvimento responsável do turismo.
Turismólogos e profissionais do mercado, bem como estudantes de turismo, que estejam dispostos a se voluntariar e contribuir com o projeto também fazem sua inscrição gratuita pelo mesmo site. Nesta primeira fase, porém, o voluntariado para estudantes está limitado aos alunos da Universidade de São Paulo.
Entretanto, como os atendimentos são online, a expectativa da equipe gestora do projeto é que o número de participantes, voluntários ou solicitantes, seja constante e crescente, abrindo espaço para a participação de todos.

Read Previous

Rua General Osório priorizará ônibus a partir do final de agosto

Read Next

Personagens pretos dominam contos de fadas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *