22º Prêmio FEAC de Jornalismo reconhece melhores trabalhos sobre jovens protagonistas

dez 6 • Cidadania, CidadeNenhum comentário em 22º Prêmio FEAC de Jornalismo reconhece melhores trabalhos sobre jovens protagonistas

Premiados e membros dos veículos

Premiação aconteceu na noite do dia 5 de dezembro e reuniu profissionais de jornalismo de Campinas e região

Uma noite de reconhecimento, comemoração e estreias. Assim foi a cerimônia de premiação do 22º Prêmio FEAC de Jornalismo, iniciativa que desde 1998 reconhece o papel da imprensa que através dos trabalhos jornalísticos aborda os diversos aspectos da realidade social. Em 2019, o tema do Prêmio foi “Jovens que transformam realidades”. Em sintonia com a temática, os mestres de cerimônia foram os jovens Leandro da Silva Gonçalves e Stephany Nogueira dos Santos, ambos de 17 anos, alunos da EE Carlos Alberto Galhiego e participantes do projeto Atitude Educação, edição 2019, iniciativa do Programa Juventudes da FEAC. Eles surpreenderam os convidados com desenvoltura, carisma e alto astral.

“Foi uma experiência maravilhosa ter conduzido a cerimônia, vou levar isso para minha vida inteira e agradeço a oportunidade. Isso é muito importante para meu desenvolvimento pessoal, e agora, meu sentimento é de missão cumprida”, disse, Leandro.

Em um misto de felicidade e nervosismo, Stephany Nogueira dos Santos complementou sua dupla. “Treinamos muito e no fim, deu tudo certo. Foi uma delícia sentir essa energia dos jornalistas reunidos para a celebração”, disse.

Flávio Lopes, presidente da diretoria executiva da Fundação FEAC, deu as boas-vindas aos convidados e ressaltou o papel fundamental do jornalismo como ferramenta indispensável para se fazer justiça social com igualdade e equidade.  “É com muita vitalidade e energizados, ao longo de 22 anos de existência do Prêmio FEAC de Jornalismo, que mantivemos o compromisso que gerou por décadas conteúdos que fizeram a diferença no enfrentamento dos riscos e vulnerabilidades sociais. Quero agradecer aos jovens que contribuíram para a realização desta edição da premiação; aos jornalistas que nos honram com suas produções; e ainda todos os parceiros e aliados que caminham conosco a cada premiação anual promovida.”, disse.

Além do reconhecimento através da premiação, a celebração dos profissionais de jornalismo é uma tradição aguardada que reúne os colegas de diversos meios de comunicação de Campinas e região em uma noite de reencontros e confraternização.

Os vencedores

A premiação teve início com a categoria Jornalismo On-line que ficou com Hebe Rios, da Gazeta de Barão, com a matéria “Mudando comportamentos e realidades- a ação dos Jovens Mobilizadores”. Vencedora do Prêmio em 2008 na categoria TV, a jornalista volta a ter seu trabalho reconhecido em outra modalidade. “Fico muito feliz em ter meu trabalho reconhecido, independentemente da empresa na qual estou, porque o que mais queremos é trabalhar, e quando a gente faz isso e faz direito, melhor ainda”, afirmou.

Em seguida, o repórter fotográfico Ricardo Lima, pelo portal A Cidade On, recebeu a premiação na modalidade Fotojornalismo com a reportagem “Raul Grau Xáá: desafiando a vida sobre rodas”. Foi seu colega fotógrafo, Leandro Ferreira, quem o representou durante a entrega do Prêmio, já que Ricardo estava trabalhando no momento da cerimônia…ossos do ofício.

“Tô muito contente com esse reconhecimento. Pela terceira vez eu participo do Prêmio FEAC de Jornalismo e dessa vez conquistei a primeira colocação. O Prêmio tem um significado especial, porque conheço o trabalho da FEAC de perto e acompanho a trajetória de transformação social que acontece no Oziel, onde a matéria foi feita”, contou.

Gilson Rei, do Correio Popular, também recebeu o prêmio pela primeira vez. Concorrendo em Mídia Impressa, o jornalista ganhou a iniciativa com a reportagem “Alunos garantem água na escola”. Emocionado, ele lembrou do trabalho social significativo feito pelo Padre Haroldo Rahm, falecido no último dia 30 de novembro e ressaltou a importância da imprensa divulgar matérias positivas e inspiradoras.

“Só de estar entre os finalistas já é um prêmio.  A FEAC sempre foi um exemplo e referência, e Campinas tem o privilégio de ter uma instituição como essa, porque em geral, a área social não tem muitos recursos. Então pra mim é uma honra receber o prêmio da FEAC por uma matéria do bem. É muito importante que esta premiação tenha continuidade e incentive outros jornalistas a fazerem mais matérias positivas, porque as pessoas ficam sabendo de ações sociais e se inspiram”, avaliou.

Na categoria Rádio, mais uma jornalista recebeu a premiação pela primeira vez. Ericka Flavia Marques de Araújo, da Rádio Brasil Campinas, levou o prêmio com o trabalho “Série de reportagens discute o protagonismo dos jovens católicos”. Ela subiu ao palco com sua equipe e agradeceu a oportunidade de ter sua matéria reconhecida. “Estou muito feliz com esse prêmio, que é de toda a minha equipe, e de ter vencido com um trabalho que mostra o protagonismo social dos jovens católicos”, ressaltou.

A última modalidade da noite, Televisão, foi para a jornalista Viviane Garcia Novaes Aranha, da TV Câmara Campinas, que também estreou na disputa com a reportagem “Causa animal: uma luta que começa cedo!”. Reconhecendo o trabalho em equipe, característica marcante do trabalho jornalístico, a vencedora também fez questão de levar seus companheiros para receber o prêmio. “A causa animal é algo que gosto muito, e quis fazer uma matéria diferente. Isso mexeu comigo e todos da equipe se dedicaram e se envolveram com o protagonismo dos jovens, que fazem um trabalho emocionante. Foi uma surpresa receber esse reconhecimento. É a primeira vez que participo do prêmio”, contou.

Cada um dos cinco trabalhos vencedores foi reconhecido com premiação no valor de R$6mil. Todos eles concorreram com mais de 50 produtos jornalísticos inscritos.

 Premiação

O Prêmio FEAC de Jornalismo tem como objetivo incentivar e valorizar os esforços dos profissionais de imprensa e dos meios de comunicação em abordar os diversos aspectos da realidade social, apontando desafios e possíveis soluções que a comunidade pode apresentar para as questões pautadas.

Anualmente, o Prêmio FEAC de Jornalismo reúne parceiros que apoiam a iniciativa. A 22ª edição conta com patrocínio máster do Iguatemi Campinas e apoio da Fundação Educar DPaschoal. Associação Campineira de Imprensa (ACI) e Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo – regional Campinas – são parceiros institucionais

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

× Como posso te ajudar?