Ocupação e horário de funcionamento estabelecimentos são flexibilizados

Novas medidas valem a partir desta terça-feira, dia 17 de agosto, e seguem mudanças decretadas pelo Governo do Estado.

A partir desta terça-feira, dia 17 de agosto, restaurantes, bares, comércios e serviços de Campinas poderão funcionar com 100% de ocupação, respeitado o distanciamento mínimo de um metro.  Não haverá mais horário limite de funcionamento. A medida vale até 31 de outubro de 2021.  As informações foram divulgadas em transmissão ao vivo nas redes sociais pelo prefeito Dário Saadi, no começo da tarde de hoje, dia 16 de agosto. Até então, a ocupação permitida era de até 80% com horário de funcionamento até meia-noite.  Mesmo com a flexibilização, o prefeito Dário Saadi lembrou que quem tiver sintomas respiratórios ou de gripe não deve participar de eventos ou frequentar estabelecimentos. “Estamos avançando na vacinação e devemos continuar a manter os cuidados básicos. A grande maioria da população está seguindo as regras, o que possibilitará o retorno ao que tínhamos antes da pandemia. O resultado que temos hoje é um esforço de todos.”  A diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), Andrea von Zuben, falou que a flexibilização exige maior responsabilidade individual, “principalmente com a circulação da variante delta, que é mais transmissível”.   O secretário municipal de Justiça, Peter Panutto, ressaltou que mesmo sem o limite de ocupação e do horário de funcionamento, o distanciamento mínimo de um metro deve ser mantido. Ele também contou que, com a flexibilização, algumas medidas anteriores não serão retomadas. “O toque de recolher não será renovado e terminará hoje à meia-noite. A proibição de reuniões familiares com mais de dez pessoas também não será renovada. Isso tudo constará em um decreto publicado amanhã”, explicou.   Outra mudança será a liberação dos esportes coletivos, com respeito aos protocolos sanitários e uso obrigatório de máscara. Equipamentos devem ser individuais como garrafas de água e toalhas. Não pode haver público ou torcida.   As mudanças serão publicadas em decreto no Diário Oficial do Município desta terça-feira, 17 de agosto. Campinas segue o que foi determinado pelo Governo do Estado de São Paulo nesta nova fase do Plano São Paulo.   Atividades religiosas, cinemas, teatros e salas de espetáculos, além de eventos sociais são permitidos com público sentado (pista de dança e evento com pessoas em pé, estão proibidos), controle de acesso e distanciamento mínimo de um metro. Não há limite de público ou horário, mas esses eventos devem respeitar os protocolos sanitários, uso de máscara e álcool gel. Não pode haver aglomeração.  Continuam proibidas as atividades coletivas que não garantam o distanciamento mínimo de um metro, além de shows, baladas e eventos com aglomeração.   Parques   Haverá ampliação de horário de alguns parques municipais. Confira quais são:  • Lagoa do Taquaral: das 5h até 21h (antes era das 6h às 21h).  • Pedreira do Chapadão: das 6h às 21h (antes era das 6h às 18h). • Parque das Águas: das 6h às 20h (antes era das 6h às 18h). • Praça da Juventude: das 6h às 21h (antes era das 6h às 18h).   Educação superior  Aulas e atividades presenciais das instituições de ensino superior poderão funcionar também com 100% da capacidade, seguindo as regras do setor de serviços. As regras sanitárias, como uso de máscara, e o distanciamento de um metro também devem ser respeitadas pelas faculdades e universidades.   O secretário Peter Panutto lembrou que para o ensino superior as regras estavam vinculadas ao setor de serviços e agora poderá haver ocupação máxima. “Os eventos acadêmicos que gerem aglomeração continuam proibidos.”  Segundo cronograma do Governo do Estado de São Paulo, a partir do próximo dia 1º de novembro todos os eventos estarão liberados como shows em pé, torcidas e pistas de dança.–

Read Previous

Read Next

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *