Prefeitura de Campinas faz mudanças no atendimento a pacientes Covid-19

Fachada do Paço Municipal de Campinas/Divulgação

Com o objetivo de otimizar recursos, as mudanças incluem oxigênio em casa, alterações no horário, CS exclusivos e convite a residentes e aposentados

Mudanças no atendimento a pacientes de Covid-19 foram anunciadas pelo prefeito Dário Saadi na tarde desta quarta-feira, 10 de março, durante transmissão pelas redes sociais. O objetivo é estruturar o fluxo de pacientes para otimizar recursos utilizados no atendimento aos pacientes com Covid. Entre as medidas está a disponibilização de oxigênio para tratamento em casa, com acompanhamento das equipes de Saúde, atendimento a casos confirmados em mais 3 centros de saúde e convidar residentes e aposentados da área de Saúde para ajudarem nos postos de vacinação.

“Esta mudança é uma nova estratégia para otimizar recursos humanos e leitos. Estamos fazendo o possível para aumentar a rede de atendimento, mas não temos como ampliar indefinidamente a estrutura. Por isso é importante que a população colabore, para conter a transmissão do vírus”, disse o prefeito Dário Saadi.

O secretário municipal de Saúde, Lair Zambon, explicou que a primeira medida, que já está sendo implementada, é disponibilizar cerca de 200 concentradores de oxigênio para pacientes que estão em leitos de enfermaria, em hospitais públicos e privados, e que estão em condição de receber alta, mas precisam de suporte de oxigênio por mais alguns dias. “Vamos organizar o encaminhamento, instalar o concentrador de oxigênio na casa dos pacientes, por quanto tempo ele precisar”, disse o secretário de Saúde.

A diretora de Saúde, Deise Hadich, complementou que esses pacientes serão acompanhados pelas equipes do Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD).

Outra ação é preparar três unidades de saúde, o Centro de Saúde São Bernardo, CS Capivari e CS Costa e Silva, para atender exclusivamente pacientes sintomáticos de Covid, a partir de segunda-feira, 15. Com isso, o objetivo é descongestionar os hospitais municipais Mário Gatti e Ouro Verde, que continuam a atender urgência, emergência e trauma.

Os demais Centros de Saúde também terão horários reorganizados para otimizar o atendimento de pacientes com síndromes gripais. As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Anchieta Metropolitana, Campo Grande e São José não terão mudança no funcionamento. A UPA Carlos Lourenço está operando como hospital de campanha Covid.

A Secretaria de Saúde também iniciou conversas com instituições médicas que têm residência médica e de enfermagem, para que os residentes atuem no atendimento nas enfermarias de Covid-19. “Residentes de outras áreas como dermatologia, ortopedia, por exemplo, podem ajudar no atendimento nas enfermarias”, disse o secretário de Saúde.

Outro reforço que já está sendo colocado em prática é convidar recém-aposentados da Saúde para trabalhar nos Centros de Vacinação. Interessados podem ligar no 2116-0233 ou entrar em contato pelo e-mail devisa@campinas.sp.gov.br

Read Previous

Ministério da Saúde recebe mais 1,2 milhão de doses da vacina do Butantan

Read Next

Imposto de Renda 2021: declaração de moedas digitais e devolução de Auxílio Emergencial são pontos de atenção

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *