Tom Zé toma posse como novo reitor da Unicamp


“Ser reitor da Unicamp é uma honra”.

Poucos adjetivos podem qualificar a emoção deste momento (Marcelo Knobel e Teresa Atvars (gestão 2017-2021), Maria Luiza Moretti e Tom Zé (gestão 2021-2024) (foto: Antonio Scarpinetti))

O professor Antonio José de Almeida Meirelles, Tom Zé, tomou posse nesta segunda-feira (19) como novo reitor da Unicamp. A transferência do cargo foi realizada em uma solenidade na sala do Conselho Universitário (Consu), presidida pelo agora ex-reitor Marcelo Knobel, e contou com a presença de poucos participantes presenciais devido à necessidade de isolamento social imposta pela pandemia da Covid-19. Tom Zé recebeu as felicitações e votos de sucesso em sua gestão de órgãos representativos de docentes, professores e funcionários da Unicamp, de autoridades da Universidade, da administração municipal de Campinas e do Governo do Estado de São Paulo. 

Em seu discurso, Tom Zé afirmou que se sente honrado por assumir a reitoria da Unicamp e destacou três aspectos que devem nortear o trabalho de sua equipe à frente da Universidade. Em primeiro lugar, a manutenção e ampliação do suporte dado pela Unicamp no combate à pandemia nas áreas médica, científica e de serviços. Outro objetivo colocado por ele é o de aproximar a Universidade das demandas e carências da sociedade e, ainda, promover a valorização de professores e funcionários da Universidade. 

“Temos que formar pessoas e gerar conhecimento, ciência e tecnologia que sejam a base de inovações industriais, que fomentem startups, que promovam a economia solidária, que garantam ideias inovadoras para políticas públicas, que contribuam ainda mais para a melhoria dos ensinos médio e fundamental. Trata-se de não só valorizar nosso projeto de Universidade, mas de dar nossa contribuição para o desenvolvimento da sociedade de forma mais democrática, mais inclusiva e autônoma”, declarou Tom Zé. 

image.png

Tom Zé defendeu a atuação da Unicamp no combate à pandemia, a aproximação com a sociedade e a valorização de docentes e funcionáriosC

Indicada para assumir a Coordenadoria Geral da Universidade (CGU), Maria Luiza Moretti agradeceu a confiança da comunidade em escolher a chapa formada com Tom Zé para assumir a reitoria. Ela recordou sua trajetória como estudante e docente da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) e reforçou os compromissos da nova gestão. “Foi na Unicamp que tive oportunidades ímpares de crescimento que, sem dúvidas, não teria, e que me fizeram chegar até aqui. A Unicamp que hoje vivemos preza pela valorização e diversidade das pessoas. Uma universidade pública, democrática e inclusiva. Agora cabe a nós, atuais gestores, e a nossa comunidade dar continuidade à Unicamp como uma Universidade de excelência e inovação”, declarou Maria Luiza.

Em sua despedida à frente da CGU, Teresa Atvars agradeceu à confiança depositada por Marcelo Knobel em seu trabalho e também à colaboração de toda a equipe da Coordenadoria, da reitoria e dos profissionais da Unicamp: “Somos funcionários públicos, o que nos obriga a responder todos os dias a quem servimos, com quem nos comprometemos. A resposta procurei dar a cada dia: servimos à sociedade. Hoje, seguramente, a Unicamp pode responder de cabeça erguida, que nós, servidores públicos da Unicamp, cumprimos nossa missão de servir à sociedade com responsabilidade, competência e compromisso”. 

image.png

Marcelo Knobel e Teresa Atvars (gestão 2017-2021), Maria Luiza Moretti e Tom Zé (gestão 2021-2024) (foto: Antonio Scarpinetti)

Marcelo Knobel encerrou seu mandato à frente da Unicamp recordando os desafios vivenciados ao longo dos quatro anos de gestão, tais como a realização de mudanças estruturais que possibilitariam o controle orçamentário e de gestão da Universidade, a criação das políticas afirmativas de inclusão e o enfrentamento aos ataques à ciência e às universidades. Ele lembrou que, ao assumir a reitoria em 2017, mencionou o sentimento de pertencimento à uma comunidade empenhada no bem comum e na melhoria e crescimento da Unicamp e que, depois de quatro anos, esse sentimento permanece inalterado.

“Da mesma forma, não mudei de opinião quanto à vocação da Unicamp para continuar sendo um ambiente marcado pela valorização da multiplicidade de opiniões sobre os vários aspectos da vida acadêmica e, sobretudo, pautado pelo respeito mútuo entre todos os que aqui convivem, porque é só exercendo a livre circulação de informação e promovendo a universidade como um lugar estimulante, desafiador, criativo, dinâmico e humano que a tornaremos capaz de superar os impasses e os desafios”, destacou Knobel, agradecendo o apoio de todos ao seu trabalho.

O ato solene de posse foi conduzido pela Secretária Geral, Ângela Bignami, que fez a leitura do termo de compromisso e colheu as assinaturas de Tom Zé e de Marcelo Knobel. A transmissão do cargo foi feita de forma simbólica pela entrega da Insígnia da Unicamp ao novo reitor. Tom Zé também recebeu os cumprimentos do Prefeito de Campinas, Dário Saadi, e da Secretária Estadual de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, que representou o Governador João Dória.

“Campinas tem muito orgulho de sediar uma das universidades mais conceituadas não só do nosso país, mas da América Latina e de todo o mundo. Por isso, nesse momento em que, para enfrentar uma pandemia, temos que enfrentar o negacionismo e o desprezo pela ciência, o papel da universidade se torna fundamental. A Unicamp é um orgulho para a cidade de Campinas”, celebrou Dário Saadi. Patrícia Ellen lembrou a importância da ciência produzida em São Paulo para o combate à pandemia: “Estou muito feliz de ver como nós estamos cada vez mais caminhando para uma união muito forte das universidades. Nós estamos passando por um momento desafiador da pandemia, que nos fez reforçar ainda mais a nossa crença na ciência, nossa crença na importância do investimento em ciência, tecnologia, pesquisa e inovação”. 

image.png

A entrega da insígnia da Unicamp marca a transferência simbólica do cargo de Reitor da Unicamp (foto: Antonio Scarpinetti)

A cerimônia terminou com uma apresentação especial virtual do Coral Zíper na Boca, composto por alunos, professores e funcionários da Unicamp. Após a posse, Tom Zé deve encaminhar ao Conselho Universitário a composição de sua equipe de trabalho para a gestão 2021-2024. A sessão está marcada para o dia 27 de abril. Veja mais fotos da cerimônia de posse ao final da reportagem.

Read Previous

Comércio de Campinas funciona facultativamente no feriado de amanhã

Read Next

SP anuncia novos públicos e antecipa vacinação para pessoas com 64 anos

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *