6 dicas para cuidar da saúde mental durante a pandemia

De acordo com especialista, a cobrança de produtividade nesse cenário não é saudável

O isolamento social, uma das medidas preventivas adotadas em nível mundial para minimizar a disseminação do Coronavírus, tem trazido diversas mudanças à rotina das pessoas. Trabalho, estudo e até mesmo os momentos de lazer precisaram ser adaptados para serem feitos dentro de casa, visando a segurança de todos. Tantos desdobramentos repentinos junto ao excesso de informações sobre a pandemia acabam afetando a saúde mental direta ou indiretamente. Diante desse risco, a professora de Psicologia do UniMetrocamp | Wyden, Juliana Puglia, separou seis dicas para cuidar da mente e evitar que a situação atual também impacte essa área da saúde.

Não se cobre tanto!

Embora tenham surgido muitas atividades alternativas que vão desde curso de línguas a aulas de yoga a distância, isso não significa que você deva incluir na sua rotina. Essa pode ser uma boa alternativa para algumas pessoas, mas não é a melhor opção para todo mundo. Impor regras ou excesso de atividades pode gerar ansiedade. Não cobre produtividade em tempos como esses, foque em cuidar de você e da sua saúde.

Conheça seus gostos
Nesse momento, é muito importante que as pessoas resgatem atividades prazerosas que contribuam para o bem estar. Isso faz parte do processo de conhecimento pessoal, nos ajuda a valorizar nossos sentimentos e consequentemente nos ajuda a lidar melhor com as situações que nos rodeiam.

Crie uma rotina
Ter uma rotina é diferente de impor regras! Ela ajuda a organizar as atividades, estabelecer prioridades e também a otimizar tempo. Não esqueça de incluir na sua lista as atividades prazerosas que você levantou após analisar seus gostos.

Mantenha-se ativo
Manter o corpo em atividade é sempre muito importante. Durante as atividades físicas nosso corpo produz naturalmente neurotransmissores que ajudam a reduzir o estresse e a ansiedade. Se antes do isolamento você já era um esportista, continue mantendo a rotina com criatividade e ajuda de aplicativos, bem como aulas online. Já se você é uma pessoa que não costumava fazer atividades físicas, adote exercícios mais leves. É importante tomar cuidado para não ultrapassar os limites de uma forma incompatível com a saúde.

Faça bom uso da tecnologia
Faça uso desses meios com moderação. Aproveite para manter o contato com amigos e familiares através de vídeo chamadas e ligações, assista conteúdos que estimulem sua criatividade, ouça músicas, baixe novos livros. Tenha cautela ao consumir informações sobre o Coronavírus para que isso não te sobrecarregue.

Busque equilíbrio
O mais importante é que cada um busque alternativas confortáveis para melhorar e amenizar os efeitos que esse cenário de crise causa. Busque equilíbrio, olhe para si mesmo, preste atenção aos sinais do seu corpo. Vai ficar tudo bem!

Read Previous

Dia Mundial de Combate ao Mal de Parkinson: a importância da conscientização

Read Next

Serasa Ensina traz dicas de como gerar renda durante a quarentena do COVID-19

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *