Abril fecha com queda nas mortes por Covid-19 em Campinas

O número de mortes por Covid-19 em Campinas diminuiu 34% em abril, com relação a março. Foram 612 óbitos no mês de março e 403 em abril. Os dados foram apresentados  durante transmissão ao vivo na internet na página oficial do prefeito Dário Saadi. 

Campinas também apresenta índice de letalidade menor que o do Estado e que o município de São Paulo. O município tem taxa de 3,2; enquanto a estadual é de 3,3, e a da Capital, 3,8.  No Estado de São Paulo, 15.159 pessoas morreram em decorrência da Covid. Em abril, até dia 27, foram 18.250, o que representa um aumento de 20%. 
 

“Nós não temos motivos para comemorar, mas temos que ressaltar que as medidas duras e amargas que tomamos deram resultado. Temos que agradecer a população que entendeu as medidas difíceis que nós tomamos. Continuamos enfrentando essa pandemia com muito cuidado, com distanciamento social, sem festas e aglomerações”, afirmou o prefeito. 

 
De acordo com a diretora do Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde), Andrea von Zuben, os dados também mostram diminuição no número de casos suspeitos por dia. Ela aponta decisões antecipadas pela Prefeitura em relação ao Estado como um dos motivos para a queda. “Desde 1º de janeiro deste ano, quando acontecia o aumento de casos, Campinas vem tomando algumas medidas antes do Estado. A partir de 22 de março, tomamos algumas decisões que antecederam o governo estadual, essencialmente em restrição noturna, instituição da Fase Vermelha e o toque de recolher. Estávamos com aumento de casos, mas com as restrições começamos a ter uma diminuição gradativa do número, que fica muito clara nas últimas semanas de abril. Eram mais de 1,8 mil casos por dia e atualmente não chegamos a 200”, explicou.

 
Ranking no Estado

Campinas aparece em 363º lugar na incidência de casos de Covid (por 100 mil habitantes). Está em 120º na taxa de letalidade, 94º na taxa de mortalidade (por 100 mil habitantes) e em 2º lugar no número de casos (números absolutos). “Isso acontece em razão da população da cidade, que é uma das maiores do Estado. Consequentemente, é proporcional termos mais casos”, comentou a diretora do Devisa. 

 
Vacinação

Campinas atingiu a cobertura vacinal contra a Covid-19 em todas as faixas acima de 70 anos, exceto entre 80 a 84 anos, que receberam a Astrazeneca e o intervalo é maior. Por isso, nem todos já receberam a segunda dose. “Em junho, os maiores de 90 representavam praticamente 12% da população que morria em decorrência da doença. Agora em abril, são 2%. Importante dizer que hoje não temos nenhuma pessoa acima de 90 anos internada por Covid em Campinas.  Isso mostra a eficácia da vacinação”, disse Andrea. 

 
A faixa etária entre 80 e 89 anos também teve queda na porcentagem de mortes. Em fevereiro, representava 22,1%. Em março, caiu para 15,4%. Em abril, representa 12,5%.
 
Também em abril, as faixas etárias que ainda apresentam índices expressivos de óbitos em relação ao total são:
– 60 a 69 anos – 27,6%
– 70 a 79 anos – 23,6%
– 50 a 59 anos – 20,4%.

Read Previous

CPS e Microsoft abrem 1,2 mil vagas gratuitas em cursos de tecnologia

Read Next

Quirologia: o que as três principais linhas das mãos podem dizer

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *