Células-tronco são capazes de tratar lesões no joelho e evitar cirurgias, aponta estudo

Atletas profissionais sofrem muito este problema de lesões no joelho

Doutor Luiz Felipe de Carvalho – (Divulgação)

Medicina regenerativa aposta em métodos inovadores e menos invasivos para tratar pacientes

Lesões no joelho -As lesões em cartilagens articulares são altamente comuns, principalmente na terceira idade. Essa condição acomete dores severas no paciente e também compromete os seus movimentos. As opções de tratamentos convencionais para esse estado patológico são escassas e invasivas, todavia, a medicina regenerativa vem apresentando terapias inovadoras. Um estudo publicado por um cientista brasileiro indica sucesso no uso das células-tronco no processo de reparação e combate inflamatório de lesões no joelho.

A pesquisa analisou laboratorialmente as células-tronco e suas propriedades. Em seguida, foram realizados estudos pré-clínicos em porcos, animais que possuem joelhos semelhantes ao dos humanos, utilizando membranas produzidas a partir de células-tronco  mesenquimais, encontradas na medula óssea, tecido adiposo e revestimento da parede articular. De acordo com os resultados, as células tronco são capazes de tratar as lesões na cartilagem. Agora, os cientistas aguardam a aprovação para iniciar testes em humanos. 

Leia também: Saiba tudo sobre divórcio por meio de liminar

Como funciona a atuação das células-tronco? O ortopedista especialista em medicina regenerativa Luiz Felipe Carvalho explica: “as células-tronco são capazes de regular as outras células do sistema inflamatório. Esse processo diminui a inflamação local e estimula a produção de cartilagem” pontua o médico. 
Segundo Luiz Felipe Carvalho, a medicina regenerativa é capaz de recuperar os tecidos lesionados a partir de técnicas não invasivas: “os tratamentos regenerativos utilizam procedimentos menos invasivos do que uma cirurgia, por exemplo. Além disso, o uso de medicamentos também diminui, já que a regeneração celular reduz as dores crônicas dos pacientes, que normalmente fazem uso contínuo de medicamentos”, explica o ortopedista.

Doutor Luiz Felipe de Carvalho – (Divulgação)

Read Previous

Crea-SP realiza força-tarefa em Campinas e região

Read Next

Torre do Castelo vai receber Speranza – Food Truck & Fun Fest

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *