Cine CPFL reúne títulos premiados do Brasil, França e Argentina

As sessões da programação de março acontecem às quartas e quintas, 19 horas, com entrada gratuita;

A programação do Cine CPFL contempla, no mês de março, produções do Brasil, França e Argentina, com títulos que acumularam indicações e prêmios no circuito internacional de cinema. Os longas compõem a programação 2020 da mostra “Cinema e Reflexão”, do Instituto CPFL, com curadoria de Jurandir Müller e Francisco Cesar Filho. 

Confira a seleção:

04/03 (quarta-feira)

Vermelho Sol (“Rojo”, 2019, 109 min, 14 anos)

Na estreia da programação 2020, o suspense argentino “Vermelho Sol” é uma coprodução com Brasil, França, Holanda e Alemanha, com direção de Benjamin Naishtat, que despertou atenção da crítica cinematográfica com seus longas-metragens “Bem Perto de Buenos Aires” (2014) e “O Movimento” (2015). A produção destaca uma onda de violência política que começa a se desenrolar na Argentina em meados da década de 1970. Isso, no entanto, parece ter pouco efeito em uma pequena cidade rural onde Claudio, um advogado bem conhecido, leva uma vida tranquila com sua família. O curso normal das coisas é interrompido quando Claudio entra em uma discussão acalorada que fica fora de controle. No elenco estão Dario Grandinetti, Andrea Frigerio e Alfredo Castro.

05/03 (quinta-feira)

A Noite Amarela (2019, 102 min, 14 anos)

Uma produção brasileira com gênero terror, “A Noite Amarela” conquistou o prêmio de melhor direção no Brooklyn Horror Film Festival (EUA) e focaliza um grupo de adolescentes que viaja para uma pequena ilha na costa do Nordeste brasileiro para celebrar o fim do último ano escolar. No entanto, a festa acaba no primeiro anoitecer, após um estranho acontecimento com o grupo. 

O diretor Ramon Porto Mota já havia atuado com uma obra no mesmo gênero, “O Nó do Diabo” (2018), premiado no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. A Noite Amarela foi selecionado para o Festival de Roterdã e se destacam em seu elenco Ana Rita Gurgel, Caio Richard e Clara de Oliveira. 

11/03 (quarta-feira)

Encontros (“Deux Moi”, 2019, 110 min, 12 anos)

Assinado pelo multipremiado diretor francês, Cédric Klapisch (de “O Que Nos Liga” (2017) e “Enigma Chinês” (2014)), “Encontros” aborda o cotidiano de Rémy e Melánie, dois vizinhos que não se conhecem. Na faixa dos 30 anos, ambos tentam vencer a solidão da cidade grande: enquanto ele não tem ânimo para conhecer novas pessoas, ela multiplica seus encontros nos aplicativos de relacionamento. Sem saber, seus caminhos os levam na mesma direção. 

18/03 (quarta-feira)

Estaremos Sempre Juntos (“Nous Finiron Essemple”, 2019, 135 min, 14 anos)

“Estaremos Sempre Juntos”, de Guillaume Canet, completa a grade de exibição do mês de março. No roteiro, o personagem principal, Max, vive uma crise de meia idade e resolve passar o seu aniversário apenas com a esposa, em sua casa de praia. Ele não sabe, mas ela preparou uma surpresa com os velhos amigos que ele não vê há anos. Assim, um final de semana que supostamente deveria ser tranquilo, está prestes a virar um momento cheio de confusões e situações inusitadas.

As sessões do Cine CPFL ocorrem às quartas e quintas-feiras, às 19 horas, na Sala Umuarama, na sede do Instituto CPFL que fica à Rua Jorge de Figueiredo Corrêa, 1632 – Chácara Primavera, em Campinas/SP. A entrada é gratuita, por ordem de chegada, com abertura às 18 horas. A programação completa está no site www.institutocpfl.org.br.

Read Previous

Operação Carnaval + Seguro reduz 57% o número de vítimas fatais nas rodovias do DER

Read Next

Saúde divulga quatro casos suspeitos de coronavírus em Campinas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *