Cuidados com a pele no inverno vão além da hidratação

O clima mais frio e seco, típico da estação, acaba afetando a integridade da pele e demanda cuidados específicos

Em qualquer estação do ano, a manutenção da manta hidrolipídica é fundamental para a proteção natural da pele. No inverno, especificamente, devido à baixa umidade relativa do ar, os cuidados devem ser redobrados. Um estudo publicado no British Journal of Dermatology explica que isso acontece porque as células da pele encolhem no frio, prejudicando a hidratação natural.

Segundo o dermatologista Dário Rosa, da Unique Dermatologia, nessa época do ano a pele se ressente mais intensamente com a diminuição natural da oleosidade e começamos a notar uma textura mais seca e escamosa. “Essa condição é propícia para o aparecimento de inflamações, sensibilidade e irritação”, afirma o médico. Ele observa que os quadros de dermatite atópica, eczema, ictiose vulgar, dermatite seborreica e psoríase, entre outros, costumam piorar, por isso, consultas a um especialista, que são essenciais para tratar causas e problemas, devem ser acrescidas de cuidados no dia a dia.

Dário indica, como medidas de prevenção, ingerir pelo menos dois litros de água e líquidos por dia, usar hidratante, filtros solar e labial e cuidar da alimentação. “No inverno a tendência é que usemos água mais quente no chuveiro pra espantar o frio, rs, mas isso interfere drasticamente na saúde da pele. Os banhos devem ser curtos e mornos, sem o uso de bucha. E a aplicação de hidratante é indicada nos primeiros minutos pós-banho”, destaca.

Alimentos ricos em vitaminas E, C e em antioxidantes também ajudam na hidratação da pele. Laranja, mexerica, limão, cereja, morango, brócolis, repolho e cenoura são recomendados no inverno. Da mesma forma, indica-se o consumo de castanhas, nozes e amêndoas. A soja, rica em isoflavona, evita o ressecamento e melhora a elasticidade da pele.

A hidratação da face com produtos específicos para cada tipo de pele é uma das recomendações do dermatologista.  De acordo com ele, os sabões perfumados também devem ser evitados. E claro, ao notar qualquer alteração, é importante buscar a orientação de um especialista.

Read Previous

Operação Aglomeração Zero verifica 139 comércios, fecha 20 e lacra dois

Read Next

Louis Pasteur ganha exposição interativa no Sesc Campinas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *