Café integra calendário escolar da rede municipal em Campinas

Alimentos à base de café/ Roncon&Graça Com

Educação e Café – No próximo ano de 2022, o programa de atividades educacionais focadas no café passa a fazer parte do calendário das escolas municipais em Campinas. O anúncio foi feito pelo secretário de Educação de Campinas, José Tadeu Jorge, na abertura da Semana Educação e Café, na segunda, 22 de novembro. No evento realizado na EMEF/EJA Prof. Francisco Ponzio Sobrinho, na Vila Joaquim Inácio, participaram o professor e estudioso do café, Ali El-Khatib, idealizador do Campinas Café Festival e do programa Educação e Café, o presidente da Ceasa-Campinas, Valter Greve e colaboradores das entidades envolvidas no projeto.

O professor Ali El-Khatib explicou que o Campinas Café Festival, iniciado em 2008, originou esse evento com as escolas municipais de Campinas. “O Educação e Café também traz a Cultura de Paz, que vem se desenvolvendo ao longo dos últimos 40 anos, entre brasileiros e árabes e que tem na cultura do café, um dos laços de união entre esses dois povos”, acrescentou.

Na apresentação do programa, o secretário Tadeu Jorge, ressaltou a importância histórica do café nos países árabes e principalmente nos últimos séculos no Brasil, também como gerador de riqueza para o País. “O objetivo da escola é trazer conhecimento. Esse programa também traz uma mensagem de paz e confraternização. Na cultura brasileira quando gostamos de uma pessoa, a convidamos para tomar um café. A semana Educação e Saúde também simboliza esse gesto voltado para uma cultura de paz”. O secretário agradeceu ao professor Ali pela idealização do Educação e Café e a todos os envolvidos no programa.

Café nas escolas

O programa Educação e Café é coordenado pela Secretaria de Educação da Prefeitura de Campinas, através do Secretário José Tadeu Jorge, em parceria com o Instituto Jerusalém do Brasil, coordenado pelo professor Ali El-Khatib. O evento conta com as parcerias do Sesi, Senac, Câmara de Comércio Árabe-Brasileira e apoios do Instituto Agronômico de Campinas, Ciesp-Campinas, Campinas Convention & Visitors Bureau, Ceasa-Campinas e Unicamp, através da Faculdade de Educação Física.

Na semana de 22 a 26 de novembro, os professores das escolas municipais vão analisar com os alunos a importância do café para a história de Campinas e do Brasil, economia e cultura dessa planta, a sua presença na prática esportiva, no turismo e na gastronomia usando a bebida. Serão ainda mostrados aos alunos os métodos de preparo do café e na parte educativa-cultural, eles serão motivados para atividades de pinturas e desenhos, usando o café como mote, inclusive na área musical.   

Na parte gastronômica, a semana trouxe para a merenda dos estudantes, várias delícias tendo como base o café, utilizando a bebida em suas receitas. Ali El-Khatib explicou que os alunos vão saborear – arroz com café, carne com molho, bolo e brigadeiro e a Kafta com creme de café árabe.

Todos esses produtos à base de café, explicou Ali El-Khatib, foram analisados e testados na Cozinha de Alimentação Escolar da Ceasa-Campinas e já apresentados às 42 nutricionistas envolvidas no projeto.

Alunos acompanhados pelo professor Ali El-Khatib e do secretário municipal de Educação, José Tadeu Jorge, em atividades relacionadas ao café/Foto_Roncon&Graça Com

Read Previous

Cirurgia robótica no Vera Cruz Hospital retira tumor de meio litro de volume em paciente de 13 anos

Read Next

Campinas já tem o mural que celebra a biodiversidade da Mata Atlântica

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *