Feriado estadual e vacinas impactam as viagens

Ubatuba é um dos destinos preferidos dos campineiros e de toda a RMC

Pesquisa da Secretaria de Turismo e Viagens do Estado mostra otimismo dos destinos no feriado de 9 de Julho, o primeiro depois do avanço da vacinação 

Levantamento do Centro de Inteligência da Economia do Turismo (CIET), da Secretaria de Turismo e Viagens do Estado, mostra os resultados do avanço da vacinação: depois de um forte impacto negativo devido à covid-19, os empresários de destinos tradicionais, como Olímpia, conhecida pelos resorts e parques aquáticos, estão otimistas mesmo operando abaixo da capacidade máxima. Sentem o aumento nas reservas para o feriado de 9 de Julho e no restante do período tradicional de férias escolares.  

Mais próxima da capital, Serra Negra, onde os hotéis funcionam com 50% da disponibilidade, espera receber 15 mil turistas no feriado. No Vale do Ribeira, Eldorado, conhecida pelas cavernas e trilhas na Mata Atlântica, prevê ocupação total dos meios de hospedagem, com mais de 1,2 mil visitantes — a cidade limita a ocupação das pousadas em 60%.  

As praianas também registram aquecimento, como no Guarujá, litoral sul, e Ilhabela e Ubatuba, norte. Na primeira, caso o tempo continue firme, a ocupação deve ultrapassar os 50%. Na ilha, a rede hoteleira opera com 100% de capacidade e as taxas de ocupação do início de julho já estavam em 57,2%, com tendência de alta — para maior controle da pandemia, a cidade manterá o controle de acesso na travessia da balsa em São Sebastião.  

Na capital, que historicamente recebe mais turistas durante os dias úteis, o setor observa o aquecimento das reservas para os finais de semana – reflexo da falta dos grandes eventos comerciais e busca pelas atrações culturais da cidade. Outra mudança registrada pelo CIET é o represamento das decisões: as reservas acontecem a poucos dias da viagem. 

Serra Negra, no tradicional Circuito das Águas: opção para viagens sem aglomeração 

“Com a diminuição da faixa etária e consequente aumento de vacinados, aumenta a segurança e setor vem experimentando um período consistente de aquecimento, que deve ser ainda mais vigoroso no final do ano”, acredita Vinicius Lummertz, secretário de Turismo e Viagens do Estado. “Porém é sempre bom lembrar dos cuidados: máscaras, higienização das mãos e distanciamento devem fazer parte de qualquer roteiro”.  

Read Previous

Vamos falar sobre a culpa?

Read Next

Aumenta a procura por cirurgia plástica durante a pandemia

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *