Governo nega fim antecipado da quarentena em Campinas

O governo do Estado negou o pedido para abertura do comércio em Campinas, a partir do dia 5 de maio, uma semana antes do previsto. A negativa foi dada pelo médico infectologista Davi Uip, que é chefe do Centro de Contingência do Coronavírus no Estado de São Paulo.

Para Uip, não deve haver qualquer exceção e defendeu que a posição do Estado deve ser respeitada.

Enquanto recebia a negativa do governo do Estado, a cidade confirmava mais uma vítima fatal, chegando a 14 o número de óbitos pela Covid-19.

O plano apresentado pela Prefeitura de Campinas previa a reabertura do “comércio não essencial” a partir da próxima segunda-feira, 5 de maio, em três fases.

A decisão do governo do Estado de flexionar frustrou um grande número de pequenos, médios e grandes empresários que esperavam ansiosos para a abertura uma semana antes do Dia das Mães, data mais importante para o comércio, depois do Natal.

Read Previous

Prefeitura de Campinas apresenta plano para flexibilização do Isolamento Social e antecipar o fim da quarentena

Read Next

Ciesp Campinas apresenta ações para minimizar crise por conta do Covid-19

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *