Hospital em Botucatu testa medicamento francês para tratar Covid-19

Hospital está credenciando pacientes para testar medicamentos

A Faculdade de Medicina de Botucatu, no interior de São Paulo, já começou a admitir, no final da última semana, os pacientes para participarem do estudo miR-AGE no Brasil, utilizando um novo medicamento francês (aprovado pela ANVISA) com potencial para tratar a Covid-19. A Fundação Faculdade Regional de Medicina de São José do Rio Preto também foi selecionada para realizar os testes clínicos sendo, no total, quatro centros médicos em São Paulo escolhidos para participar do estudo, dois na capital e dois na região interiorana. Até o momento, mais de 300 participantes foram tratados com ABX464, e o medicamento em estudo apresenta excelente segurança clínica e perfil de tolerabilidade.

Critérios de inclusão do estudo: 

  • Infecção confirmada pelo SARS-CoV-2 (doença COVID-19)
  • Participantes acima dos 65 anos 
  • Adultos com menos de 65 que apresentem fatores de risco (obesidade, diabetes, hipertensão, doença cardíaca) Como age o medicamento no organismo:

Sobre o medicamento

O ABX464 é fabricado pela empresa francesa de biotecnologia Abivax, e se espera, com seu uso, diminuir o número de pacientes que precisam de internação hospitalar e também o período que passam internados. No Brasil, o estudo, será comandado pelo Dr. Jorge Kalil, professor titular de imunologia clínica e alergia da Faculdade de Medicina da USP. Hospitais no Rio de Janeiro, Roraima, Pernambuco e Santa Catarina também já estão confirmados para realizar os testes clínicos.

Read Previous

Como conseguir emprego durante a pandemia?

Read Next

Artigo: O direito do consumidor e o comércio eletrônico

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *