Indústria Regional apresenta indicadores positivos

I
Setor indica preferência pelos modelos híbrido e presencial

José Henrique Toledo ( Roncom & Graça)


Pesquisa de Sondagem Industrial de agosto na região de Campinas mostrou crescimento no número de empresas que registraram aumentos nos seus indicadores de volume de produção, nível de emprego, vendas e lucratividade, quando comparados com o mês anterior. Esses e outros indicadores foram analisados pela Regional Campinas do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), na apresentação de pesquisa on-line (via internet) para a Imprensa, nessa terça – 24 de agosto, mostrando a Sondagem Industrial, realizada junto às suas empresas associadas. O Ciesp-Campinas apresentou também pesquisa inédita apontando a tendência da indústria regional em relação a utilização do sistema presencial e o home office, em um ambiente de pós-pandemia.
O vice-diretor do Ciesp-Campinas, José Henrique Toledo Corrêa, na apresentação da Sondagem, afirmou que os indicadores mostram crescimento positivo da indústria regional em agosto. Para 46% das associadas o volume de produção aumentou em agosto. O aumento no número de funcionários foi apontado por 25% das indústrias e ficou estável para 71% das outras respondentes. As vendas totais aumentaram para 42% das associadas. Já 33% das indústrias apontaram aumento na lucratividade. Outros indicadores como os níveis de inadimplência e endividamento mostraram tendência de queda. O nível dos estoques de produtos finais permanece inalterado para 42% das respondentes.
Os custos das matérias-primas e componentes aumentaram para 68% das empresas respondentes em agosto. No mês anterior, 70% das respondentes tiveram aumentos nesses custos. Já os custos com energia, água e transporte aumentaram em agosto para 73% das associadas.


Modelos de Trabalho

Em um ambiente de pós-pandemia, 42% das indústrias associadas ao Ciesp-Campinas afirmaram que adotarão um modelo híbrido de trabalho – presencial e home office. Para outras 29% das respondentes será adotado somente o modelo presencial. O modelo presencial, com flexibilização de dias e horários de trabalho está sendo avaliado por 25% das indústrias e 4% delas afirmaram que adotarão somente o modelo home office.
Para o vice-diretor do Ciesp-Campinas a maioria das respostas para a adoção dos modelos híbrido e presencial de trabalho, evidencia as próprias características do processo produtivo industrial e uma tendência do setor para o futuro.
Balança Comercial Regional – O diretor do Departamento de Comércio Exterior do Ciesp-Campinas, Anselmo Riso, na apresentação dos números da Balança Comercial Regional de julho, destacou alguns problemas como a variação constante do dólar e o aumento nos preços dos fretes. Por outro lado, Riso destacou positivamente “a modernização dos processos burocráticos e aduaneiros, que vem ocorrendo nos últimos anos e com isso minimizando os custos”.
Em julho de 2021 o valor exportado foi de US$ 241,3 milhões – 20,7% maior que em julho de 2020. Já as importações no mesmo mês foram de US$ 1,121 bilhão – 24,8% maior do que em julho do ano passado. O saldo em julho de 2021 foi negativo em US$ 880,5 milhões – 25,9% maior do que o registrado em julho de 2020.
A corrente de comércio exterior regional (soma das exportações e importações) em julho de 2021 foi de US$ 1,363 bilhão – 24,0% maior que no mesmo mês do ano passado.
Em julho os principais municípios exportadores da Regional Campinas do Ciesp foram, pela ordem: Paulínia, Campinas, Sumaré, Mogi Guaçu e Amparo. Já os municípios que mais importaram foram: Paulínia, Campinas, Jaguariúna, Sumaré e Hortolândia.
O Ciesp-Campinas conta com 494 empresas associadas, distribuídas em 19 municípios da região. O faturamento conjunto das empresas associadas é de R$ 41,52 bilhões ao ano. Conjuntamente essas empresas empregam 98.894 colaboradores.

Read Previous

Campinas está em Estado de Alerta com umidade do ar em 19,1%

Read Next

Cia Tempo Cyr Wheel apresenta “Devaneio -Sinfonia a Três – Piano” com transmissão on-line

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *