Prefeitura de Campinas anuncia Programa Centro Vivo

out 1 • CidadeNenhum comentário em Prefeitura de Campinas anuncia Programa Centro Vivo

Iniciativa promoverá intervenções urbanas e revitalização com foco na segurança

O programa Centro Vivo, que consiste em uma série de intervenções urbanas simultâneas focadas na melhoria da convivência no centro, foi lançado nesta terça-feira, 1º de outubro, em Campinas, pelo prefeito Jonas Donizette.

As ações incluem a inauguração de banheiros públicos; a instalação de 240 novos pontos de iluminação pública; a implantação de 21 câmeras de reconhecimento facial; o reforço no efetivo da GM; a inauguração da segunda Casa de Passagem e a instalação da Segunda Casa da Cidadania e de um bagageiro.

Depois da revitalização da Avenida Francisco Glicério, o Centro Vivo é uma segunda etapa, que teve o envolvimento dos comerciantes do centro da cidade. “Apresentamos a eles estatísticas que mostram que Los Angeles, nos Estados Unidos, por exemplo, tem muito mais pessoas em situação de rua do que Campinas. Este é um problema mundial, mas apontamos os caminhos para requalificar o centro. O primeiro desafio são os banheiros, cuja dificuldade não é fazer, mas conservar. Para isso, vamos cobrar uma pequena taxa dos usuários que vai ser revertida para a manutenção da limpeza, lembrando que para os moradores de rua nós não vamos cobrar”, afirmou.

As obras para a instalação dos sanitários do centro da cidade já estão em andamento, em um projeto conjunto com a Setec e a Sanasa. Serão três contêineres metálicos, onde ficarão os banheiros, que estão sendo instalados na Praça Ruy Barbosa, atrás da Catedral. O banheiro, que deverá estar disponível para a população no final de outubro, vai funcionar das 6h às 22h.

A Sanasa fará a ligação de água e de esgoto e a Secretaria de Serviços Públicos vai construir um jardim no entorno do banheiro e garantirá a limpeza e manutenção do equipamento.

Iluminação e segurança

O Centro Vivo engloba, também, diversas outras ações como o programa Campinas Iluminada, a instalação de câmeras inteligentes e um aumento do contingente da Guarda Municipal.

Serão instalados 240 pontos de iluminação pública, que também fazem parte do Programa Campinas Iluminada. Serão utilizadas lâmpadas cinco vezes mais potentes, o que vai garantir mais claridade. Algumas das ruas que receberão nova iluminação: Treze de maio (que é muito movimentada, principalmente no final de ano), Conceição, Barão de Jaguara, Costa Aguiar, General Osório, José de Alencar, Ferreira Penteado, entre outras.

O Centro Vivo também inclui a ampliação do sistema de monitoramento, com 21 novas câmeras inteligentes que permitem o reconhecimento facial de pessoas.

Estas câmeras estão sendo instaladas no calçadão da rua 13 de maio, no Largo do Rosário, no Largo do Pará, na Avenida Francisco Glicério e outras principais ruas e avenidas, tais como senador Saraiva, Conceição, Irmã Serafina, General Osório e Barreto Leme. Também serão instaladas no Viaduto Cury, perto do Palácio da Justiça, do Terminal Central, da Rodoviária e do Terminal Metropolitano, entre outros pontos estratégicos.

Com a instalação desses 21 novos equipamentos, o Centro da Cidade contará com 70 câmeras para fazer captação de imagens, leitura de placas de veículos e reconhecimento facial. No total, na cidade como um todo, são mais de 500 câmeras ligadas à Cimcamp.

Uma das ações é a construção da segunda Casa de Passagem, que será aberta ainda em outubro. É um serviço onde as pessoas podem morar por um período transitório até voltarem para suas famílias, serem inseridas no trabalho e/ou conquistarem a própria moradia. Esta Casa de Passagem terá 25 vagas e funcionará 24 horas. Ela ficará na Vila Teixeira; a primeira está instalada no Guanabara, desde 2013, e conta com 25 vagas.

Também será inaugurada, no início de 2020, a segunda Casa da Cidadania. O espaço está em fase de reforma. No local, as pessoas em situação de rua poderão receber alimentação, tomar banho e receber roupas limpas. A primeira funciona na Vila Industrial.

Um outro serviço será o bagageiro, no qual as pessoas em situação de rua poderão guardar seus pertences, que muitas vezes são deixados nas ruas. O espaço está em fase de adequação, com previsão de ser inaugurado no primeiro semestre de 2020. O bagageiro fica ao lado da Casa da Cidadania 1, na Vila Industrial.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

× Como posso te ajudar?