Novembro Azul – SMCC faz alerta sobre o câncer de próstata

Carlos Gomes

Homenagem ao campineiro mais ilustre

No Novembro Azul, a Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas – SMCC faz alerta para o combate preventivo ao câncer de próstata, a doença mais frequente e comum na população masculina, com exceção dos tumores de pele. Dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer) apontam que, em 2020, foram diagnosticados 65.840 casos no País. Em 2019, estima-se cerca de 16 mil mortes pela doença. Por se tratar de uma doença silenciosa, que tem mais chances de cura se descoberta precocemente, a SMCC lançou uma campanha, com vídeo, para alertar os homens sobre a importância dos exames de rotina.

De acordo com o coordenador do Departamento Científico de Urologia da SMCC, o urologista Dr. Wagner Eduardo Matheus, todos os homens com mais de 50 anos devem realizar anualmente o exame de toque retal e o PSA (Antígeno Prostático Específico), usado para rastreamento do câncer de próstata em homens assintomáticos. “Se tiver história na família ou for da raça negra, deve começar a fazer esses exames mais cedo, após os 45 anos, por essas serem características de risco para o câncer de próstata”, orienta.

De acordo com ele, a doença é mais comum em homens a partir dos 50 anos de idade e pode ser facilmente detectada nesses exames. “O câncer de próstata não traz sintomas na fase inicial e, na fase adiantada, em que é mais difícil curar, pode trazer sintomas urinários e dores ósseas”, explica.

Conforme explica o urologista, a cada sete minutos, é feito um diagnóstico de câncer de próstata no mundo. “A cada 45 minutos, um homem morre dessa doença. E muitos pacientes, quando nos procuram no consultório, em 20% das vezes, já chegam com um quadro mais avançado”, alerta. “O ideal é que o diagnóstico seja realizado de uma forma precoce para um tratamento adequado e curativo’, reforça. “É importante fazer o diagnóstico no momento em que o paciente não sente absolutamente nada”, comenta. Dessa forma, as chances de cura são maiores.

Segundo ele, o ideal é que o tratamento comece quando o tumor é localizado ou seja, sem metástases. “O tratamento do câncer de próstata avançou muito nos últimos anos e pode ser feito com cirurgia ou radioterapia. Nas suas formas mais avançadas, podemos também realizar tratamentos, mas a doença já se torna um pouco mais difícil de curar. Nesses casos, podemos fazer cirurgia, radioterapia e até um tratamento de bloqueio hormonal”, comenta.

JORNAL DO CASTELO

O Nono Miquele ficou conhecido como a grife do Self-service
Nono Miquele é m dos mais tradicionais restaurantes de Campinas

Confira o vídeo produzido pela SMCC:

Read Previous

Castelo dos Vinhais promove festa de “Halloween no Castelo”

Read Next

DegustArt, festival de música, gastronomia e arte, volta a Campinas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *