Parque Industrial recebe área de lazer que reúne história e meio ambiente

MRV entrega para Campinas o “Parque Linear” com ampla área verde e pista de caminhada que conta parte da história da região

A história de uma das regiões mais antigas da cidade está prestes a ser recontada através do Parque Linear, obra executada pela plataforma habitacional MRV, empresa que está construindo o empreendimento Villa Garden no Parque Industrial. O local conta com 1,7 km de trilha de caminhada e ciclismo em meio à natureza.

A entrega ao município, que já foi protocolada na prefeitura, vai beneficiar não somente moradores do bairro, mas toda a cidade, que passa a ter um “guardião de memórias”, como ressalta a historiadora Ana Villanueva, que participou ativamente do projeto. Isso porque o parque terá praças temáticas com painéis que retratam a história da região. Ana foi responsável, em parceria com o arquiteto e paisagista Alexandre Furcolin, por levantar os fatos dos bairros Vila Industrial, São Bernardo e Vila São Bernardo, ajudando a costurar em meio a um parque, uma história.

“Estes foram os primeiros bairros após a linha férrea. Neles habitavam trabalhadores das companhias de estradas de ferro, dos curtumes e matadouros. O que pouca gente sabe é que o bairro Vila São Bernardo surgiu a partir do conjunto habitacional Fundação Casa Popular, onde os trilhos do pátio ferroviário dividiam Campinas em duas cidades”, conta a historiadora.

Toda a trilha do Parque Linear corresponde, aproximadamente, a 170 anos da história do Parque Industrial. A cada 100 metros de percurso há praças com painéis que incluem a cronologia do bairro. “São cerca de vinte praças e nelas os visitantes encontrarão informações sobre o projeto; Centro urbano e fundação do bairro; Desenvolvimento dos bairros que compõem o Parque Industrial; Cia. Paulista de Estradas de Ferro; Hospital dos variolosos e dos leprosos; Matadouro; Hospedaria dos imigrantes; Cia. Mogiana de Estradas de Ferro; Vila Manoel Dias; Curtumes; Vila Manoel Freire; Túnel de pedestres; Igreja São José; São Bernardo; Cine Casablanca; Viaduto Miguel Vicente Cury; Teatro Castro Mendes; e Túnel Joá Penteado”, lista Villanueva.

O paisagista Alexandre Furcolin conta que sua ligação com o bairro foi uma inspiração para a criação do projeto. “Muitos dos meus parentes foram moradores daqui. Eles trabalhavam na estação de trem, por isso, tenho uma ligação sentimental com a região. Este sempre foi um bairro abandonado. Primeiro, era onde ficavam os cemitérios, depois matadouros de onde saiam os bucheiros que vendiam as sobras na cidade. Houve ainda hospital de tratamento para leprosos. Tudo isso o tornava um bairro muito estigmatizado. Por isso, quando surgiu o projeto, pensei em uma homenagem aos seus antigos moradores”, conta.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 019_O-Parque-Linear-foi-construido-pela-plataforma-habitacional-MRV-1024x575.jpg

Espécies nativas foram trazidas para a trilha renovando a biodiversidade e promovendo recuperação ambiental. “O paisagismo do parque permeia um córrego que antigamente era um lixão a céu aberto. Ele foi protegido pela MRV e teve atenção da SANASA para retirada de esgotos clandestinos. Foram plantadas quase 20 mil árvores nativas. Na próxima primavera poderá render boas surpresas”, finaliza Furcolin.

Infraestrutura e investimento no Parque Industrial

O Parque Linear possui espaço para caminhadas e ciclovia. O trajeto será iluminado por energia fotovoltaica, tecnologia sustentável que utiliza o sol como fonte de energia. A MRV também adota essa inovação nos prédios do Villa Garden.

Cerca de 16 mil m² de áreas são destinadas ao lazer com academias para idosos, jovens e playground. Novas áreas verdes foram criadas e outras recuperadas que juntas somam aproximadamente 105 mil m², além da Área de Preservação Permanente (APP) que possui 44,91 mil m².

“Parque Linear e Villa Garden representam um investimento de R$ 35 milhões, gerando cerca de mil empregos diretos e indiretos anualmente durante a obra, que ainda está em execução”, conta Fábio de Paula, Gestor Executivo de Produção da MRV.

Com a revitalização do Parque Industrial através do investimento da MRV, Túlio Barbosa, Diretor de Produção da MRV, considera que o desenvolvimento urbano responsável da região ocorreu valorizando a história local e respeitando a população através de transparência e do diálogo.

“Para mim este é um projeto muito especial, que acompanho com muito carinho. Um parque como esse, sem dúvida alguma, cumpre seu papel que é o de valorização do bairro e das pessoas que nele vivem. Estamos realizando o sonho da casa própria para muitas famílias com o empreendimento Villa Garden em uma área próxima da natureza. Temos ainda outras famílias que viram no nosso empreendimento a chance de continuarem por perto de onde nasceram e cresceram”, afirma.

Read Previous

Estabelecimentos comerciais e de serviços vão funcionar oito horas por dia em Campinas

Read Next

Artigo: Proteção de Dados Pessoais

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *