Peças teatrais, dança e apresentações circenses estão na programação do Sesc Campinas

De 20 a 25 de agosto, em horários variados, o público tem uma extensa variedade artística

Atividades e espetáculos no Sesc Campinas/divulgação

A semana entre os dias 20 e 25 de agosto será repleta de atividades para todas as idades no Sesc Campinas. Em vários espaços e horários, muita música, cinema, dança, teatro, literatura e circo serão apresentados. Além disso, eventos voltados para a criançada e que ressaltam a importância de se ter uma vida saudável ou de se preservar o meio ambiente também ganham lugar no rol de atividades promovidas pela unidade.

O destaque da semana fica por conta de “Se Eu Fosse Iracema” (dias 24/8, sábado, às 19h e 25/8, domingo, às 18h), onde Adassa Martins propõe um olhar sobre o universo indígena brasileiro, transitando entre a tradição e a sua situação atual. Ingressos a partir de R$ 7,50.

Na dança, no cinema e no circo, a qualidade não fica atrás. Também ganha lugar, ao longo desta semana, uma série de espetáculos que procuram proporcionar reflexão sobre um grande número de temas que nos atinge diretamente e, por consequência, influencia a nossa vida.

Em “À La Carte” (dia 21/8, às 20h – ingressos a partir de R$ 5), os espectadores escolherão o que será apreciado em forma de dança e em “Praga da Dança” (dia 25/8, às 15h – entrada gratuita). A ideia é instigar o público na ocupação dos espaços de transição. Se exaustar para contaminar.

Quando o assunto é circo, “Os Charlatães” (dia 23/8, às 20h – ingressos a partir de R$ 5), de Alejandro Muniz e Juan Araújo, contextualiza os acontecimentos impossíveis dentro do universo do charlatanismo, através da mágica mental e em “Ilhado” (dia 25/8, às 16h – entrada gratuita). O personagem principal dá novos significados aos objetos que encontra na rua. Seus melhores amigos são imaginários, exceto sua cachorra Sacola, que está sempre por perto, dividindo a vida em meio ao caos urbano de uma grande cidade.

O projeto “Múltiplas Vozes da Experiência Negra no Cinema” continua nesta semana, com as apresentações de “Kandandu” (dia 20/8, às 19h – entrada gratuita) e “Supa Modo” (dia 20/8, às 19h30 – entrada gratuita) e, na literatura, o projeto é o “Mais que Obrigatórias”, que traz o sociólogo e pesquisador Mário Augusto Medeiros da Silva tratando do livro “Quarto de Despejo”, de Carolina Maria de Jesus (dia 25/8, às 16h), considerado um marco da literatura negra e feminina no Brasil. A entrada é gratuita.

Com Alejandro Muniz e Juan Araújo. O espetáculo é uma performance de mágica que contextualiza os acontecimentos impossíveis dentro do universo do charlatanismo. A base do trabalho é a mágica mental, onde são reproduzidos fenômenos como adivinhações, leitura de pensamento e telepatia.

Tendo como ponto de partida a pesquisa e processo criativo do 1COMUM Coletivo no espetáculo “Se Eu Fosse Iracema”, que trabalha o universo indígena brasileiro, propõe-se o debate sobre o papel e os limites do artista diante dos graves retrocessos e pequenos avanços na luta por direitos sociais.

Com Cia. Lamala. Cheio de fantasias e muito criativo, Ilhado dá novos significados aos objetos que encontra na rua. Seus melhores amigos são imaginários, exceto sua cachorra Sacola, que está sempre por perto, dividindo os dias, os medos, a comida e a vida que levam no meio do caos urbano de uma grande cidade.

As demais atividades podem ser consultadas em sescsp.org.br/campinas ou pessoalmente no Sesc Campinas, que fica na Rua Dom José I, 270 – bairro Bonfim, em Campinas/SP. Central de Atendimento (19) 3737 1500.

Read Previous

Vendas de Dia dos Pais registram aumento tímido

Read Next

Viajar pelo Brasil é o primeiro sonho de consumo dos brasileiros

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *