Sinfônica de Campinas realiza dois concertos em igrejas

A Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas apresenta dois concertos especiais e gratuitos neste fim de semana. O primeiro Concerto Especial será na Igreja São Pedro Apóstolo, no sábado, 31 de maio, às 20h; e o outro acontece no domingo, 1º de junho, às 20h, na Igreja Santa Rita de Cássia. A regência é do maestro e solista (violino) Paulo Henes. O repertório riquíssimo da música barroca com obras dos filhos do famoso Johann Sebastian Bach, considerado um dos mais importantes artistas da história da música.  

Programa:

  Regente: Paulo Henes (violino)   Johann Christoph Friedrich Bach: Sinfonia para cordas em ré menor, WFV I:3 Allegro Andante amoroso Allegro Assai   Johann Christian Bach: Sinfonia em sol menor, Op.6, No.6 WC 12 Allegro Andante più tosto adagio Allegro molto   Wilhelm Friedemann Bach: Adagio e Fuga em ré menor, F. 65 Adagio Allegro e forte     Carl Philipp Emanuel Bach: Sinfonia No. 4 em sol maior, H.666 Wq. 183 Allegro assai Poco andante Presto  

Regente  Paulo Henes (violino/Brasil)  

Iniciou seus estudos com Alberto Jaffé e posteriormente com Klaus Wüstof, Paulo Bosísio e Edson Queiroz. Formou-se pela Unesp em Bacharelado em violino na classe do mestre Airton Pinto. Iniciou suas atividades com o violino barroco em 1998, sob a orientação do professor Luís Otávio Santos. Foi aluno no Festival de Música Antiga de Juiz de Fora, do Curso de Música Barroca de Curitiba e do Curso de Música Barroca de Mateus em Portugal. Tocou em master classes no Brasil e no exterior para os professores: Sigswald Kuijken, Manfredo Kraemer, Adrian Chamorro, Marino Lagomarsino, Giuliano Carmingnolla e Vera Beths. Participou de grandes montagens da música barroca, como as óperas regidas pelo maestro e cravista Marcelo Fagherlande: “Barroco” em 2003, “Dom Quixote e a Duquesa” de J. B. Boismortier em 2005, “L’Orfeo” de C. Monteverdi em 2007, “Dido e Eneas” de H. Purcell em 2009 e “As Quatro Estações” também de J. B. Boismortier em 2016.   Com o violinista e regente Luís Otávio Santos gravou CDs da Orquestra Barroca do Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga e em 2018 do concerto de Páscoa – “A Paixão segundo São João” de J. S. Bach. Sob a regência de William Coelho tocou o “Réquiem” de W. A. Mozart em 2017. Como professor é formado em Licenciatura pela Faculdade de Ciências da Fundação Instituto Tecnológico de Osasco e tem anos de experiência ministrando aulas para crianças e adultos. Foi professor de música na escola Waldorf Rudolf Steiner de 2004 a 2014. Atualmente é professor das escolas Waldorf Micael e Areté, e é o diretor artístico da Orquestra Arte Barroca.    

Serviço:

Orquestra Sinfônica de Campinas  

Data: 31 de maio

Horário: 20h

Local: Igreja São Pedro Apóstolo, Rua Maria Encarnação Duarte, 417 – Chácara da Barra  

Data: 1º de junho Horário: 20h

Local: Igreja Santa Rita de Cássia, Av. Dr. Jesuíno Marcondes Machado, 670 – Nova Campinas  

Entrada gratuita

Read Previous

“Vou te contar uma história”, de Malu Neves, tem exibição no MIS

Read Next

Construção civil abre 890 postos de trabalhos formais na Região Metropolitana de Campinas em abril

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *