Campinas continua na fase vermelha com comércio fechado

Campinas registra mais mortes pela Covid-19 e, com mais de 89% de ocupação das UTIs, permanece na fase vermelha, no Plano São Paulo. A cidade tem hoje, 10 de julho, 437 vítimas fatais e chegou a 11.536 casos confirmados. Com alta taxa de ocupação em UTIs nos hospitais públicos e privados, por causa da Covid-19, a cidade permanecerá mais uma semana na fase vermelha, com restrições a comércios não essenciais. Na próxima sexta-feira, 17, haverá nova avaliação para saber se a taxa de ocupação diminuiu, e se Campinas poderá volta à fase laranja, com a abertura de outras atividades, mesmo que com restrições, do comércio.

Ocupação de UTIs e novos leitos

Mesmo com a nova estratégia de enviar pacientes da Região de Campinas para o Hospital de Campanha do Ibirapuera, na Capital, a taxa de ocupação hospitalar em Campinas hoje, 10 de julho, está perto de 90%.

 A cidade conta com 385 leitos de UTI exclusivos para tratamento de pacientes com Covid-19 nas redes pública e particular. Deste total, 345 estão ocupados, o que corresponde a 89,61%. No momento, há 40 leitos livres somando as redes de saúde.

Novos leitos

A Rede Mário Gatti de Urgência e Emergência Hospitalar disponibiliza dez novos leitos de UTI para pacientes com Covid-19 nesta sexta-feira, 10, no Hospital Ouro Verde. No total serão 48 novos leitos – os outros 38 são leitos de retaguarda.       

Os novos leitos de retaguarda foram instalados no espaço da recepção do ambulatório de reabilitação e no antigo salão de reabilitação e também começarão a funcionar durante a próxima semana. Com isso, o hospital passará a contar com 84 leitos de retaguarda Covid e 55 leitos de UTI Covid.   O custeio dos leitos será de cerca de R$ 5 milhões por 60 dias. “Deste total, contamos com o apoio de 2 milhões repassados pela Câmara de Vereadores, fruto da economia da Casa”, disse Jonas Donizette.   O Grupo Expedicionários da Saúde (EDS), que montou o Hospital de Campanha, instalou a estrutura de rede de gases medicinais das áreas que serão destinadas aos leitos de retaguarda. O espaço destinado aos leitos de UTI já tinha estrutura adequada.   Estrutura e fase vermelha  O secretário municipal de Saúde, Carmino de Souza, contou durante a live que o Hospital de Clínicas da Unicamp também abriu mais dez leitos novos de UTI. “Estamos colocando à disposição da comunidade de Campinas mais 20 leitos de UTI (somando aos do Ouro Verde), fora os leitos de retaguarda. Hoje temos uma estrutura bastante adequada”.   Campinas continuará mais uma semana na fase vermelha do Plano São Paulo e, de acordo com o prefeito, a expectativa para a próxima semana, quando haverá uma reclassificação, é positiva. “Vamos continuar com o trabalho para que a cidade possa retomar sua rotina”, destacou o prefeito. 

Read Previous

Estudo mostra decréscimo de 0,9% nos empregos formais paulistas, em maio

Read Next

Detran/SP realiza leilão online de veículos apreendidos

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *