Emprego formal na RMC registra aumento de 132,08% em maio

Avaliação é do economista e diretor da ACIC, Laerte Martins, a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged)

Em maio de 2021 foram gerados 4.919 novos postos de trabalho na Região Metropolitana de Campinas. E, no acumulado do ano, a soma foi de 30.885 novas vagas, o que representa 19,5% de aumento, se comparado ao acumulado de janeiro a abril deste ano.

Em Campinas, durante o mês de maio de 2021, foram abertos 1.826 postos. No acumulado do ano, foram gerados 9.337 postos, 25,5% acima do acumulado entre janeiro e abril de 2021.

Na avaliação dos dados do Emprego Formal em Campinas e Região, sob o efeito da pandemia da Covid-19, verifica-se que o atual maio de 2021, (+4.919) é o maior desde 2013, na RMC, assim como no período janeiro a maio de 2021 (+30.885).

Em Campinas, o resultado de maio de 2021 (+1.826) também é o maior desde 2013, assim como no período de janeiro a maio de 2021 (+9.337).

Esses dados de maio de 2021 indicam uma perspectiva de recuperação no nível de emprego, principalmente para Campinas, que evoluiu em 25,5% sobre o acumulado do ano. Para a RMC, a evolução ficou em 19,50% no mesmo período.

Esse resultado, na avaliação do economista e diretor da ACIC, Laerte Martins, mostra que a vacinação da população, contra o Covid-19 começa a produzir efeitos positivos para uma melhora na geração de emprego, e na movimentação das atividades econômicas, com a redução no contingenciamento, nas áreas do Comércio e Serviços, que já aconteceram, especificamente em maio e junho de 2021.

Nível nacional

Em nível nacional, segundo o Novo CAGED, o Emprego Formal de maio de 2021 apresentou um saldo de 280.866 postos de trabalho, cerca de 132,08% sobre abril de 2021.

No acumulado do ano de 2021 (janeiro a maio) foram registradas as gerações de 1.233.372 empregos formais com carteira assinada.

Os segmentos que mais geraram vagas trabalho foram:

Serviços110.956
Construção Civil 22.611
Indústria44.146
Comércio60.480
Agropecuária42.473
Total280.666

Destaque para os Serviços, o Comércio e a Indústria, que mais contrataram, e para a Agropecuária e a Construção Civil, que menos admitiram, porém, todos evoluíram positivamente.

Read Previous

Campinas tem 90,45% dos leitos de UTI-Covid ocupados nesta quinta, dia 1º

Read Next

Alimentação no inverno merece atenção especial

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *