Prefeitura de Campinas anuncia medidas para volta das atividades comerciais

Campinas começa a adequação do funcionamento de alguns serviços comerciais. O anuncio foi feito pelo prefeito Jonas Donizette durante transmissão ao vivo pelas redes sociais, na manhã desta segunda-feira, 11 de maio. As medidas serão publicadas em decreto no Diário Oficial desta terça-feira, 12 de maio, quando entrarão em vigor. Mesmo com as mudanças, Campinas prossegue com o período de quarentena até o dia 31 de maio.      

“Para essas medidas, estamos preservando dois pilares fundamentais, que é manter o distanciamento social e evitar aglomerações. Tudo foi planejado e discutido com uma responsabilidade imensa na tomada de qualquer decisão para não ferir a segurança jurídica ou qualquer norma de saúde pública”, explicou o prefeito Jonas Donizette.      

Entre os destaques, que passam a vigorar a partir do novo decreto, estão: serviços de alimentação, como restaurantes, bares, padarias e congêneres podem atender mediante entrega (delivery), retirada (drive thru), mas não podem ter atendimento presencial; todos os tipos de comércio e prestadores de serviços poderão trabalhar com entrega (delivery) ou retirada (drive thru); poderão funcionar serviços automotivos, incluindo de limpeza (lava rápido), estacionamento, comercialização e locação; bens e serviços agropecuários; atividades internas em escritórios (como advogados, contabilidade, agência de viagem entre outros); assistência técnica de eletroeletrônicos; manutenção predial, elétrica ou hidráulica; lojas de materiais de construção; comércio de insumos para oficinas mecânicas; lanchonetes em postos de combustíveis (entrega, retirada, venda presencial mas sem consumo no local).      

O prefeito esclareceu também que antes de adequar o funcionamento dos serviços, o assunto foi amplamente discutido com as equipes da Saúde, para que o decreto já tenha bases sanitárias e jurídicas.      

O secretário de Saúde, Carmino de Souza, explicou que é fundamental ter a participação de toda a sociedade para manter o distanciamento social e evitar a disseminação do coronavírus. “É absolutamente fundamental, se isso não for obedecido, os números só vão aumentar”. Os estabelecimentos e prestadores de serviços devem seguir as mesmas regras sanitárias que todos já eram obrigados como uso de máscaras para funcionários e clientes, demarcação de distanciamento, disponibilidade de álcool gel e evitar aglomeração.      

As medidas anunciadas nesta segunda-feira não são do plano de abertura gradual e em fases que havia sido apresentado pela Prefeitura, e sim uma adequação a leis e normas federais e estaduais já existentes, segundo informou o prefeito.


Fonte: Secom PMC

Read Previous

IBGE divulga distribuição de leitos, equipamentos médicos e profissionais de Saúde em todo o país

Read Next

CPFL aponta falta de cadastro de clientes com direito à tarifa social

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *