Thiago Camilo conquista 2ª vitória em Cascavel. Barrichello lidera por apenas um ponto

Depois de quebrar um tabu pessoal e cravar a primeira pole position de sua carreira na pista de Cascavel (PR), Thiago Camilo levou seu Toyota Corolla à vitória na quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Stock Car, disputada neste sábado (3) sob forte calor. A vitória veio depois da punição sofrida por Denis Navarro (Chevrolet Cruze), que liderava a prova desde os pit stops obrigatórios impostos por regulamento mas foi punido por acionar o botão de potência extra (push) após uma relargada da prova, causada pelo acidente múltiplo entre Nelsinho Piquet (Toyota Corolla), Gabriel Casagrande, Lucas Foresti e Cacá Bueno – os três últimos de Chevrolet Cruze.O segundo lugar foi conquistado pelo atual campeão, Daniel Serra (Chevrolet Cruze), seguido por Allam Khodair (Chevrolet Cruze), que atravessa uma excelente fase no campeonato. Rubens Barrichello (Toyota Corolla) foi outro que fez uma corrida exemplar. O experiente ex-piloto de F-1 largou apenas do 20º lugar e chegou em sétimo, o suficiente para manter a dianteira da tabela de classificação, com apenas um ponto de vantagem para Ricardo Maurício (Chevrolet Cruze), que terminou em quarto na prova de hoje. Barrichello soma 119 pontos, contra 118 de Maurício, que é seguido por Cesar Ramos (114), Ricardo Zonta (112) e o vencedor de hoje, Thiago Camilo (108).

Camilo comemora: pole inédita e segunda vitória na pista de Cascavel
(Duda Bairros/Stock Car


Camilo já havia vencido na pista paranaense em 2015, mas nunca tinha cravado a pole position, mesmo sendo a performance em classificação uma de suas especialidades nos últimos anos na Stock Car. “A gente trabalhou bastante para a primeira vitória. Não começamos tão bem o campeonato. Tivemos dificuldades em Goiânia, mas viemos evoluindo o carro desde a segunda etapa, em São Paulo. Estou muito feliz e aliviado por recuperar bons pontos no campeonato com essa vitória. E também por estar nessa situação competitiva com mais duas corridas amanhã, com chances de sair daqui com uma boa pontuação e mais próximo da liderança, que é o nosso objetivo”, resumiu Camilo.
Duelo pela vitória – Um dos pontos altos da prova foi o duelo de Camilo com Navarro, que vive a melhor fase de sua carreira na Stock Car, surpreendendo por brigar por pódios e agora por vitórias também desde o início da temporada 2020. Embora Thiago tenha forçado o ritmo para tentar alcançar Denis após perder a liderança nos pit stops, Navarro sustentou a dianteira com autoridade e até chegou a abrir uma boa vantagem, cravando inclusive a volta mais rápida da corrida. Mas recebeu o aviso de que teria que fazer um drive through na 28ª volta.
“Eu me atrapalhei e confundi o regulamento deste ano com o do ano passado, e por isso acionei o push na hora errada”, reconheceu Denis, não escondendo um largo sorriso pelo desempenho em Cascavel, apesar da punição que o fez terminar apenas em 13º. “Este tem sido um ano muito bom e eu sinto que a primeira vitória pode estar chegando perto da gente. Seria muito legal para a nossa equipe, que tem feito um trabalho impecável”, elogiou Navarro, que compete com um Chevrolet Cruze da Cavaleiro Sports.

O campeão Serra: calor exigiu demais dos pilotos em Cascavel
(Duda Bairros/Stock Car)

Daniel Serra avaliou o calor extremo registrado em Cascavel, com 36oC ambientes e 48oC no asfalto, como um dos maiores que já enfrentou em sua carreira. “Eu acho que nunca tinha corri em uma condição como essa”, disse ele, que também teve que lidar com um problema no engate das marchas em plena corrida. “Não deu tempo para fazer algum tipo de preparação especial para aguentar o calor dentro do carro, por que cheguei aqui a apenas dois dias. Mas foi muito cansativo e acho que para amanhã, quando vamos largar em um horário ainda mais quente ainda, será preciso fazer alguma coisa para aliviar essa situação”, completou o atual campeão, que subiu do 12º para o nono posto da classificação.
Khodair perdeu a segunda posição na corrida na relargada, quando Navarro acionou o push em um momento não permitido. “Perdi um pouco de tempo por isso, mas o Navarro tinha bom ritmo. Eu não vi que ele usou o push, pois nem poderia usar, mas não fechei a porta por que os dois perderiam tempo. Também perdi um pouco de tempo no pit stop, e foi aí que o Serra me passou. Eu era mais rápido que o Serra, mas o Thiago era mais veloz naquele momento. Mas se eu o apertasse talvez ele errasse… agora não dá pra saber. O mais importante é que eu venho de três anos de muita dificuldade. Então, “bater na trave” por uma vitória é muito aceitável nesta fase, desde que a gente ande na frente, como estamos fazendo. Temos algumas coisinhas para acertar, mas estaremos mais competitivos até o final do ano”, avaliou Khodair.
Provas no domingo – Valendo pela sexta etapa da temporada, a Stock Car disputa duas corridas neste domingo, a partir das 11h, com transmissão pelo Sportv2. Antes, às 8h55, a categoria define o grid de largada. Ao todo, somando as três provas, a categoria colocará 84 pontos em jogo no final de semana, um novo recorde.

Quinta etapa da Stock Car, em Cascavel:
1º – Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – 34 voltas
2º – Daniel Serra (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – a 2s245
3º – Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – a 3s085
4º – Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – a 11s621
5º – Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – a 14s191
6º – Átila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – a 17s443
7º – Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla) – a 19s267
8º – Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla) – a 20s606
9º – Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla) – a 21s386
10º – Matías Rossi (Full Time Sports/Toyota Corolla) – a 23s585
11º – Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – a 32s101
12º – Pedro Cardoso (R. Mattheis/Chevrolet Cruze) – a 33s957
13º – Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – a 34s302
14º – Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – a 37s017
15º – Guilherme Salas (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – a 40s491
16º – Diego Nunes (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – a 46s047
17º – Lucas Foresti (Vogel Motorsports/Chevrolet Cruze) – a 1 volta
18º – Tuca Antoniazi (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze) – a 1 volta
19º – Gaetano di Mauro (Vogel Motorsport/Chevrolet Cruze) – a 1 volta
20º – Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla) – a 8 voltas

Não completaram
Gabriel Casagrande (R. Mattheis/Chevrolet Cruze)
Julio Campos (Crown Racing/Chevrolet Cruze)
Nelsinho Piquet (Full Time Bassani/Toyota Corolla)
Cacá Bueno (Crown Racing/Chevrolet Cruze)

Classificação do campeonato após cinco etapas:
1º – Rubens Barrichello – 119 pontos
2º – Ricardo Maurício – 118
3º – Cesar Ramos – 114
4º – Ricardo Zonta – 112
5º – Thiago Camilo – 108
6º – Átila Abreu – 90
7º – Allam Khodair – 90
8º – Rafael Suzuki – 85
9º – Daniel Serra – 84
10º – Nelsinho Piquet – 83
11º – Bruno Baptista – 61
12º -Gabriel Casagrande – 60
13º – Cacá Bueno – 58
14º – Denis Navarro – 52
15º – Julio Campos – 44
16º – Galid Osman – 42
17º – Diego Nunes – 41
18º – Matías Rossi – 39
19º – Guilherme Salas – 38
20º – Lucas Foresti – 36
21º – Gaetano di Mauro – 35
22º – Pedro Cardoso – 34
23º – Tuca Antoniazzi – 17
24º – Marcos Gomes – 16
25º – Vitor Genz – 11
26º – Vitor Baptista – 8

Read Previous

Grupo Rosa e Amor prepara programação especial de Outubro Rosa em ano de pandemia

Read Next

Escolas particulares retornam aulas presenciais e todos têm que cumprir uma série de regras

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *