Unicamp anuncia que vai manter a lista de obras de leitura obrigatória para o Vestibular 2023

A lista apresenta as mesmas 10 obras cuja leitura será cobrada tanto na edição do Vestibular deste ano, como no Vestibular Unicamp 2023.  

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) está divulgando que irá manter a lista de obras em língua portuguesa, cuja leitura é obrigatória para candidatos ao Vestibular Unicamp. Desta maneira, as mesmas 10 obras anunciadas para os candidatos ao Vestibular Unicamp 2022 irão valer para o Vestibular Unicamp 2023. A Comvest divulga com antecedência, a cada ano, as obras que compõem a lista de leituras exigidas para o Vestibular, de maneira a permitir o planejamento de professores e estudantes. Para a edição de ingresso em 2023, a Unicamp ponderou que seria prudente manter as obras, considerando os impactos da pandemia na educação e a necessidade de adaptação de estudantes e professores em um contexto de retomada.

As 10 obras da lista foram escolhidas a partir de critérios como a representatividade dessas manifestações literárias nas tradições culturais de língua portuguesa, o padrão de elaboração estética e a presença de núcleos temáticos adequados à formação pedagógica do aluno no ensino médio. A lista de obras para os Vestibulares Unicamp 2022 e Unicamp 2023 apresenta seis gêneros literários (Poesia, Conto, Teatro, Romance, Crônica e Carta/Relato de Viagem) e dez autores (Camões, Racionais MCs, Olavo Bilac, Ligia F. Telles, F. Pessoa, Paulina Chiziane, Júlia Lopes de Almeida, Machado de Assis e Pero Vaz de Caminha) indicados abaixo e na página www.comvest.unicamp.br.

Lista de Leituras – Vestibulares 2022 e 2023
AutorObraOnde acessar
Luís de Camões(sonetos selecionados pela Comvest)Domínio público e Vinte Sonetos. Org: Sheila Hue. 1ª ed.Campinas: Editora da Unicamp, 2018.
Racionais Mc’sSobrevivendo no InfernoSobrevivendo no inferno. São Paulo: Cosa Nostra, 1997.
Olavo Bilac TardeDomínio público 
Lygia Fagundes TellesConto “O Seminário dos ratos”  
Fernando PessoaO MarinheiroDomínio público e O Marinheiro. Introdução e notas: Marcos lopes e Ana Maria Côrtes. Campinas: Editora da Unicamp, 2020.
Júlia Lopes de AlmeidaA FalênciaDomínio público e A Falência. Edição comentada: Regina Zilberman. 1ª ed. Campinas: Editora da Unicamp, 2018
Raul PompeiaO AteneuDomínio público 
Paulina ChizianeNiketche – uma História de PoligamiaSão Paulo: Companhia das Letras, 2004
 Machado de AssisBons dias!Domínio público e Série Crônicas -Editora da Unicamp
Pero Vaz de CaminhaCarta de Achamento a el-rei D. ManuelDomínio público 

Read Previous

O “tiro no pé” do jornalismo não foi a política

Read Next

Exposição virtual amplia debate sobre relação entre arte e saúde mental

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *