Prefeitura de Campinas fiscaliza 22 restaurantes

Nova Força-Tarefa Covid-19 ocorreu após denúncia via 156

Em uma nova ação integrada de Força-Tarefa Covid-19, realizada nesta quarta-feira, 23, equipes da Prefeitura fiscalizaram 22 restaurantes de Campinas. A ação ocorreu em virtude das denúncias recebidas via sistema 156, que relatam descumprimento de determinações dos decretos municipais que definem medidas para o enfrentamento da pandemia.

O trabalho foi coordenado pela Vigilância Sanitária, do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) com participação da Defesa Civil, Procon (Departamento de Proteção ao Consumidor), Secretaria de Planejamento e Urbanismo (Seplurb), Setec (Serviços Técnicos Gerais) e Guarda Municipal.

Três equipes de fiscalização inspecionaram os restaurantes nos bairros Cambuí, Centro e Vila Industrial, onde foram verificados itens como o respeito ao distanciamento entre mesas e cadeiras e o controle de fluxo de pessoas de forma a limitar o número de clientes, uso de máscaras de proteção por clientes e funcionários, ausência de aglomeração e fluxo intenso de pessoas, além de demarcação no piso para garantir o distanciamento entre os clientes, disponibilização de álcool em gel e fornecimento de máscaras em número suficiente para os funcionários, cuidados com a higienização dos ambientes e utensílios, entre outros, conforme previstos nas legislações vigentes e Protocolos Sanitários do Município de Campinas, disponíveis em covid-19.campinas.sp.gov.br.

As equipes verificaram que os estabelecimentos inspecionados cumpriam com as determinações dos Decretos Municipais e Protocolos Sanitários Municipais, o que demonstra conscientização, comprometimento e responsabilidade neste momento que exige atenção, pois o fato do município estar classificado na fase amarela do Plano SP significa que os cuidados devem ser intensificados para que não haja retrocesso.

Durante a ação integrada, foram distribuídos materiais orientativos, de forma a reforçar os cuidados a serem adotados durante a pandemia. Vale lembrar que, em caso de autuação há previsão de cobrança de multa de 400 Ufics (Unidades Fiscais de Campinas), o que equivale a R$ 1.446,44. Em caso de reincidência, a multa dobrará.

Read Previous

Radionovela homenageia o maestro Carlos Gomes

Read Next

Centro de Oncologia é foco de ações do Vera Cruz Hospital no ‘Dia do Sonho’

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *